15 causas do nariz escorrendo

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
15 causas do nariz escorrendo

Sintomas do nariz escorrendo

O nariz escorrendo é um sintoma de muitas condições. É caracterizada pelo catarro escorrendo ou pingando da narina.

O catarro (ou muco) é uma substância protetora produzida pela membrana mucosa, um tipo de tecido que reveste a cavidade nasal. O muco umedece o ar que você respira e funciona como uma barreira para manter pólen, poeira e bactérias fora dos seus pulmões.

O seu nariz produz muco todos os dias, apesar de você provavelmente não notar porque ele se mistura com a saliva e escorre pela parte de trás da sua garganta.

Algumas vezes, uma irritação ou inflamação na passagem nasal pode levar a uma maior produção de muco. Quando isso acontece, o muco em excesso pode escorrer do nariz.

Aqui estão 15 causas comuns de corrimento nasal

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já

1) Alergias

Alergias interiores (dentro de casa, por exemplo) ou exteriores podem desencadear uma resposta alérgica. Alérgenos incluem:

  • Poeira
  • Pólen
  • Ambrosia
  • Pelos de animais

Os alérgenos podem causar sintomas, tais como espirro, dor de cabeça ou dor de garganta. Essas partículas inaladas também podem irritar a passagem nasal, resultando numa produção excessiva de muco e num nariz escorrendo.

Para lidar com as alergias e reduzir o escoamento do nariz, limite a sua exposição a substâncias que desencadeiam uma reação alérgica. Muitos anti-histamínicos que não precisam de prescrição podem bloquear a histamina e parar a resposta alérgica.

Se essas medicações não funcionarem, peça uma prescrição de anti-histamínico ao seu médico.

2) Resfriado normal

O resfriado comum ou uma infecção do trato respiratório superior, causa uma inflamação na membrana mucosa que reveste o nariz, resultando em muito muco. Além do nariz escorrendo, o resfriado comum pode causar, algumas vezes, congestão nasal.

Outros sintomas incluem tosse, dor de garganta e fadiga. Não há uma cura para um resfriado comum, mas medicações que não precisam de prescrição podem ajudar a aliviar os sintomas. Descansar bastante, tomar vitamina C e beber líquidos quentes podem ajudá-lo a se sentir melhor mais rapidamente.

Muitas pessoas têm a ideia errada de que é preciso tomar antibióticos para tratar os sintomas de um resfriado comum. Esse não é o caso. Os antibióticos só devem ser usados para tratar infecções bacterianas, tal como a sinusite. Eles não são eficazes no tratamento de infecções virais.

3) Sinusite

A sinusite é uma complicação do resfriado comum. Ocorre quando as cavidades ao redor da passagem nasal ficam inflamadas. Essa inflamação também provoca um aumento na produção de muco no nariz.

Outros sintomas da sinusite incluem dor de cabeça, congestão nasal e dor facial.

O tratamento pode envolver medicação para a dor, o uso de um corticosteróide nasal para parar a inflamação, ou um antibiótico para matar a infecção bacteriana.

4) Desvio de septo

Com essa condição, a parede entre a sua passagem nasal fica deslocada ou torta de um lado. Algumas pessoas nascem com o desvio de septo, mas este também pode resultar de uma lesão no nariz.

Um desvio de septo pode levar a repetidas sinusites e inflamações ao redor da passagem nasal, causando um corrimento nasal.

O seu médico poderá recomendar um anti-histamínico ou um spray de esteroide nasal para administrar esse sintoma. Se isso não funcionar, o desvio de septo pode ser consertado através de uma cirurgia.

5) Gripe

O vírus da gripe também causa inflamação na membrana mucosa do nariz. A gripe é altamente contagiosa e outros sintomas podem incluir:

  • Febre
  • Dores musculares
  • Calafrios
  • Dor de cabeça
  • Congestão
  • Cansaço

Medicações para gripe e resfriado sem prescrição podem ajudar a aliviar sintomas e reduzir a dor. Componentes nessas medicações geralmente incluem um descongestionante, um redutor de febre e um analgésico.

Os sintomas da gripe podem melhorar dentro de uma a duas semanas.

6) Medicação

Alguns remédios podem fazer com que o nariz escorra em algumas pessoas.

Os possíveis culpados incluem:

  • Anti-inflamatórios não-esteroides, como aspirina e ibuprofeno
  • Sedativos
  • Antidepressivos
  • Medicamentos para pressão alta

Leia a bula das medicações para saber os possíveis efeitos colaterais. Quando uma medicação provoca secreção nasal, isso ocorre por causa de rinite não alérgica.

7) Rinite não alérgica

A rinite não alérgica (rinite vasomotora) também é caracterizada pela inflamação na passagem nasal e imita a febre do feno (coriza e espirros).  Mesmo assim, esse sintomas ocorrem devido a uma causa desconhecida e eles não são desencadeados por histamina ou por algum alérgeno.

Além da rinite não alérgica induzida por medicação, outros fatores que podem provocar essa forma de rinite incluem uma mudança na temperatura, a luz do dia, ou um problema de saúde subjacente.

Os anti-histamínicos são ineficazes no tratamento da rinite não alérgica, mas você pode encontrar algum alívio com anti-histamínicos nasais ou com um spray salino nasal.

8) Mudanças hormonais

Um desequilíbrio hormonal também pode causar uma inflamação e aumento dos vasos sanguíneos nasais, o que resulta numa rinite não alérgica. Isso pode acontecer durante a puberdade e se você tomar pílulas anticoncepcionais ou se fizer terapia de reposição hormonal.

Um anti-histamínico nasal ou um spray salino nasal pode aliviar os sintomas.

9) Ar seco

O ar seco não apenas resseca a pele, como também resseca a sua passagem nasal. Isso interrompe o equilíbrio de fluidos dentro do seu nariz, causando uma resposta inflamatória e desencadeando o corrimento nasal.

Isso pode acontecer em temperaturas frias ou quando há ar seco dentro da sua casa devido ao calor. Para ajudar a administrar o ar seco dentro da sua casa, use um umidificador para adicionar umidade ao ar. Você também deve usar um cachecol para cobrir a sua boca e nariz quando sair no inverno.

10) Pólipos nasais

Esses crescimentos benignos no revestimento da parte interna do nariz ocorrem devido a uma membrana mucosa inflamada. Quando a membrana mucosa fica inflamada, a produção de muco em excesso faz com que haja corrimento nasal e gotejamento pós-nasal.

Outros sintomas de um pólipo nasal incluem:

  • Perda de olfato
  • Pressão sinusal
  • Ronco
  • Dor de cabeça

O seu médico pode prescrever um spray de corticosteróide nasal para encolher um pólipo. Ele também pode prescrever um antibiótico para tratar uma sinusite que acompanha essa condição.

Dependendo da gravidade do pólipo, uma cirurgia sinusal pode remover o crescimento.

11) Uso em excesso de spray nasal

Apesar dos sprays nasais conseguirem diminuir a inflamação no nariz, o uso em excesso pode levar a um efeito bumerangue e fazer com que os sintomas nasais piorem.

Geralmente, você não deve usar um spray nasal (que não precisa de prescrição médica) por mais de 5 dias seguidos. Usar um spray nasal em longo prazo pode levar a sinusites crônicas, que podem provocar secreção nasal. Quando você tiver parado de usar um spray nasal, os sintomas nasais podem melhorar dentro de alguns dias ou semanas.

12) Vírus sincicial respiratório

Esse é um vírus que causa sintomas parecidos com o de uma gripe e infecções nos pulmões e trato respiratório. Ele pode ocorrer em crianças e em adultos. Uma infecção no trato respiratório pode levar a uma inflamação na passagem nasal e à secreção nasal.

Outros sintomas comuns incluem:

  • Congestionamento
  • Tosse seca
  • Febre baixa
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça

O tratamento envolve:

  • Muitos líquidos
  • Um redutor de febre
  • Colírio nasal salino
  • Um antibiótico, se houver uma infecção bacteriana

As infecções graves podem requerer hospitalização.

13) Comidas apimentadas

As comidas apimentadas também podem causar secreção nasal devido a uma forma não alérgica da rinite, conhecida como rinite gustativa. Essa não é causada por histamina ou por um alérgeno, mas sim pela estimulação dos nervos nos seios nasais quando você come ou inala algo apimentado.

Comer alimentos com menos tempero picante pode ajudar a parar essa reação.

14) Fumaça

A fumaça também é um fator que pode provocar uma maior produção de muco pela sua membrana mucosa. Você pode ficar com o nariz escorrendo se você estiver perto de fumantes ou em um quarto cheio de fumaça.

Na maior parte dos casos, sair da área com fumaça reverterá essa reação.

15) Gravidez

Mudanças hormonais durante a gravidez também podem levar a um excesso de muco e desencadear o nariz escorrendo. Estima-se que a rinite não alérgica afete cerca de 20% das mulheres grávidas. Na verdade, é um problema comum entre as mulheres durante a gravidez.

O nariz escorrendo pode ser acontecer em qualquer ponto da gravidez, mas os sintomas geralmente desaparecem após o parto. Levantar a cabeceira da cama cerca de 30 graus e fazer exercícios leves a moderados pode ajudar a melhorar os sintomas nasais.

Pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre anti-histamínicos que são seguros para mulheres grávidas.

Fonte: Health Line

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já