5 causas da tosse frequente e seus riscos para a saúde

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
5 causas da tosse frequente e seus riscos para a saúde

Tossir muito é normal?

A tosse NUNCA é um sintoma normal. Mesmo em quadros crônicos nos quais você pode achar que está “acostumado”, nunca interprete isso como normal e procure sempre a ajuda de um médico.  A tosse frequente é um sintoma de que algo não está certo.  Enquanto você não tratar essa causa, o sintoma vai ficando. Quaisquer quadros de tosse precisam de avaliação médica, mas em especial se persistirem por mais de 10 dias.
Existem muitas causas para essa tosse frequente e vamos falar sobre as 5 principais e seus riscos para saúde.

1- Tosse causada pela garganta

O frio

A garganta pode ficar irritada devido ao excesso de bebidas geladas, friagem etc. Isso causa tosse frequente

Faringite alérgica

Também pode ocorrer uma faringite alérgica, que gera também uma coceira associada.  Um dos sintomas comuns é ficar tentando coçar o fundo da garganta, por vezes na direção dos ouvidos, por dentro.
Uma infecção na garganta pode gerar tosse frequente, acompanhada de:
– Dores para engolir;
– Febre;
– Mal estar no corpo;
– Mau hálito;

Laringites

As laringites também podem gerar tosse por um estímulo das cordas vocais, geralmente acompanhada de rouquidão.
Sinusite também é uma causa, pois pode ocorrer um catarro no fundo da garganta que é bem difícil de ser eliminado e que fica irritando muito.

2- Refluxo ácido do estômago

Mas, talvez uma das principais hoje em dia é o REFLUXO ÁCIDO DO ESTÔMAGO, fazendo a pessoa tossir muito. É isso mesmo.  O ácido do estômago pode subir até a garganta levando a tosses persistentes.  Nestes casos a tosse pode ser seca, durante o dia, mas geralmente piora de noite. Ela geralmente vem acompanhada dos seguintes sintomas:
– Falta de ar;25
– Pigarro;
– Sensação de que tem algo parado na garganta (como um bolo);
– Rouquidão que vem e vai subitamente;
Mais da metade dos pacientes que tem refluxo ácido comprovado não tem nenhum sintoma de azia ou dores de estômago.  Então, não estranhe o diagnóstico se não sentir nada assim.

3- Tosse causada pelo pulmão

Uma pneumonia pode ser grave e levar até a risco de morte.  Mas, o que poucos sabem é que a manifestação de pneumonia é diferente em crianças pequenas e idosos.
Crianças pequenas e adultos muitas vezes podem ter pneumonias sem febre.  Muitas vezes a tosse frequente é o único sintoma.  Pode estar associado a uma moleza e falta de apetite, por isso, muito cuidado.

Asma e bronquite

A asma ou bronquite podem fazer com que a pessoa passe a tossir muito. Nesses casos, a tosse costuma ser seca e bastante persistente.  Pode vir junto de:
– Falta de ar;
– Chiado no peito;
– Cansaço.

Fumantes

Quanto a tosse dos fumantes, bem… neste caso costuma ser uma tosse bem crônica e com secreção, muitas vezes acompanhada de uma alteração de voz.

4- Tosse causada pelo sistema cárdio-circulatório

Edema

Aqui temos grandes preocupações.  O coração pode apresentar uma insuficiência cardíaca e gerar uma descompensação pulmonar. O coração não bate com tanta força e então fica uma grande quantidade de sangue represado. Isso dificulta a passagem do sangue dos pulmões de volta para o coração.  Este represamento leva a edema pulmonar e que pode ter graves consequências.  Pode estar acompanhado de: Cansaço e inchaço nas pernas, além de batidas cardíacas aceleradas.

Embolia pulmonar

Uma outra situação muito grave pode ser a embolia pulmonar.  Neste caso  um coágulo de sangue migra para os pulmões do paciente, gerando uma situação que pode ser fatal.  Pode ocorrer após viagens longas de avião, nas quais a pessoa fica muito tempo sem movimentar as pernas.  O coágulo pode soltar alguns dias depois da viagem e a pessoa pode não correlacionar os fatos.  Muito cuidado então, especialmente as pessoas de idades mais avançadas.

5- Tosse causada por efeitos colaterais de medicamentos

Remédios de hipertensão e doenças cardiovasculares

Alguns remédios para tratamento de hipertensão arterial ou outras doenças cardiovasculares podem causar tosse frequente em até 42% dos pacientes que fazem o tratamento, como no caso da associação do captopril com hidroclorotiazida. Este número é muito alto e significativo, gerando muita preocupação pelo fato de que as pessoas geralmente não veem a relação de causa e efeito.  Alguns exemplos são:
– Verapamil
– Enalapril
– Anlodipino etc.

Anti-inflamatórios

Alguns anti-inflamatórios também podem gerar tosse frequente, em especial se a pessoa tiver asma como doença de base, além de vários outras classes de medicamentos.  Atenção especial deve ser tomada em caso do paciente estar em tratamento com diversos medicamentos ao mesmo tempo. Interações medicamentosas podem criar ou potencializar os efeitos de cada um.

Outras causas da tosse frequente

Nunca podemos esquecer que existem diversas outras causas de tosse, incluindo os tumores ou até doenças degenerativas, neurológicas, reumatológicas etc.  Quaisquer dúvidas devem sempre ser tiradas com seu médico.
Fonte: Dr. Jamal Sobhi Azzam, otorrinolaringologista. CREMESP 57.245 – RQE 18620
Conheça mais sobre seu trabalho em suas redes sociais: