7 Passos Para Ajudar o Bebê a Dormir

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
7 Passos Para Ajudar o Bebê a Dormir

O básico

Comece certificando-se de que você descanse o suficiente. Um dos sinais reveladores de um bebê cansado é o mau humor durante o dia. Os pais não são diferentes quando o cansaço bate.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Aqui está o que você pode fazer para evitar isso:

– Resista ao impulso de limpar a casa e dobrar as roupas à custa de uma boa soneca.

– Delegue tarefas, incluindo passeios com o bebê, se é isso que você precisa para tirar uma soneca ininterrupta.

– Mantenha um horário regular de sono pelo menos no primeiro ano. Isso ajuda tanto você quanto o bebê.

 

 

1. Aprender sobre dia vs noite

 

O entendimento de um recém-nascido sobre dia e noite é bem limitado. Eles comem, dormem, sujam as fraldas e, então, repetem isso sem levar em consideração se é dia ou noite.  Isso ocorre até você ajudá-los a entender a diferença.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Os recém-nascidos dormem por aproximadamente 16 horas ou mais por dia, divididas entre 6 ou 7 cochilos e episódios maiores de sono.  No intuito de ajudar o seu pequenino a aprender a diferença entre dia e noite, permita algum ruído e luz durante o dia. Certifique-se de levá-los para fora de casa, pois a luz natural ajuda os seus relógios internos a fazerem os ajustes adequados. Acostume-os a cochilar com os barulhos da casa e não feche completamente as cortinas.
O sono durante a noite, pelo contrário, deve ser em um local quieto, com as luzes apagadas e com o mínimo de barulho possível.

2. Cochilos durante o dia

 

Pode parecer contra-intuitivo no começo, mas um bebê cansado não vai se acalmar mais facilmente ou dormir melhor à noite.  Os recém-nascidos vão dormir quando estiverem cansados, ponto final. Dos 4 meses a 1 ano, a maior parte dos bebês tem duas sonecas durante o dia, mas alguns têm 3 ou até 4.  
Mantenha o tempo da soneca regular, mas lembre-se que os bebês mudam os seus hábitos quando os dentes nascem, estão gripados ou viajam.  As sonecas não podem durar mais de 3 ou 4 horas, especialmente o último cochilo do dia, tendo em vista que ele pode atrapalhar a dormir à noite.

 

3. Mantenha um diário

 

Se você já usa um diário normalmente ou não, mantenha um com os registros do período de cochilos e sonos do seu bebê.

Você pode acompanhar as mudanças e os padrões e você pode sempre olhar quando estiver passando por um período desafiador.  Além disso, você deve consultar um profissional. Assim você terá uma boa ferramenta à mão.

4. Rotinas na hora de dormir são uma obrigação

 

 

Se há uma coisa que você pode dar de presente para o seu filho (e você) é uma rotina na hora de dormir:

– Dê um banho no bebê, depois faça uma massagem relaxante com óleo de bebê.

– Apague as luzes e prepare-se para amamentá-lo ou dar-lhe uma mamadeira, mas não na cama e deitado, pois isso o encorajará a adormecer.

– Abrace o bebê a fim de ler um livro para dormir. Escolha um com imagens e poucas palavras e um que seja encantador o suficiente, pois você o lerá de novo e de novo por um tempo.

– Cante para ele uma canção de ninar e deixe-o sonolento o suficiente, mas não completamente adormecido, enquanto você o coloca para baixo, para que ele note a transição, mas não se mexa o suficiente para chorar ou acordar completamente.

– Continue cantando por um período curto de forma doce e consistente. Saber o que esperar em seguida ajudará seu filho a se acalmar e se sentir seguro ao você sair do quarto. Cada bebê é diferente e alguns são mais ansiosos do que outros. Esteja pronto para passar um tempo gentilmente acariciando suas costas e cantando uma canção de ninar até que ele esteja calmo e sonolento o suficiente.

 

5. Não o deixe dormir enquanto estiver comendo

 

A menos que esteja disposta a colocar você mesmo e ao bebê na miséria de ter que deixá-lo desmamado de uma fonte importante de conforto mais tarde, não os deixe dormir no peito.  
Enquanto alguns bebês podem desmamar facilmente quando crescem, alguns se tornam muito dependentes e, portanto, usam isso como um suporte para o sono por um longo tempo. Retire o peito ou a mamadeira suavemente antes do sono profundo. Comece assim que puder, pois as rotinas de sono dos bebês ficam bem estabelecidas em 4 a 6 meses.

 

6. Estabeleça e mantenha limites

 

Balançar um bebê para dormir é a coisa perfeita para fazer em qualquer dia e por um motivo. Abraçar o bebê vai ajudá-lo a se acalmar e se sentir seguro. A ligação com a mãe só vai aumentar fortemente devido ao hormônio ocitocina, secretado durante os cuidados, amamentação e carinhos.
O aconchego na hora dos cochilos e da noite não deve deixá-lo completamente adormecido, de modo que acabe sozinho e chore por ajuda. Se você optar por manter o bebê no seu quarto ou em um quarto separado mantenha a rotina consistente, mesmo às 2h da manhã, quando os níveis de determinação estiverem baixos. Vale a pena, em longo prazo, quando o bebê começar a dormir por mais tempo. Cinco horas são consideradas dormir durante a noite para um bebê de 4 meses ou menos.


7. Seja flexível, mas mantenha a rotina

 

Ficar resfriado vai interromper o sono do seu bebê por um tempo.
Faça o seu melhor para manter seus horários consistentes e as etapas que levam à hora de dormir sem alterações.

 

Chore tudo ou não?

Alguns pais juram que deixar os seus filhos chorando ensina-os a se auto-acalmarem e incentiva-os a se tornarem independentes.

Enquanto pesquisas sobre esse assunto, que não sejam anedóticas, são escassas, pessoas contrárias dizem que chorar sozinho pode prejudicar a confiança e sensação de segurança do bebê, tendo em vista que o choro é uma forma de comunicação para ele. Isso pode também afligir os pais durante um processo que deve ser calmo e agradável para eles e bebês.  

 

Conclusão

Todos os bebês passam por altos e baixos enquanto aprendem a estabelecer o sono. O sono do recém-nascido pode se tornar um processo incansável por um tempo, depois voltar a ser tranquilo. A boa notícia é que a maioria das crianças eventualmente acabará dormindo à noite, a menos que problemas médicos levem a um sono conturbado. Entre em contato com um médico se você suspeitar de um distúrbio do sono.

A magia de fazer o bebê dormir está nas suas mãos ao garantir uma rotina consistente que lhe permita relaxar e sentir-se seguro. Lembre-se de que você precisa dormir. Acima de tudo, lembre-se de que, por mais desafiadores que sejam os dias e as noites do bebê, um dia você sentirá falta de tudo, incluindo a insônia.

Fonte: Healthline

Precisa de Consultas, Exames e Medicamentos? Conheça o Cartão Doutor Já!