Tipos de herpes, causas e como cuidar

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Tipos de herpes, causas e como cuidar

O que e quais são os tipos de herpes?

Há dois subtipos de herpes-vírus simples. O primeiro é o simples tipo I (ou HVS-I). HVS-I ocorre mais frequentemente na boca, ou perto dela, e aparece como cancro ou afta. Herpes simples tipo II (ou HVS-II) ocorre com mais frequência nos órgãos sexuais ou perto deles. Herpes não tem cura, mas há maneiras de prevenir que ela espalhe-se e de tratar surtos. Esse segundo tipo, ocorre mais frequentemente perto ou nos órgãos sexuais e, algumas vezes, é chamada de “herpes genital”. O vírus da herpes é espalhado através do contato próximo pessoal, tal como beijo ou relações sexuais. A herpes genital é uma infecção sexualmente transmissível (IST ou DST). 

 

Quais são os sintomas da herpes genital?

Você pode ter o vírus e apresentar apenas sintomas leves ou, até mesmo, nenhum sintoma. O primeiro ataque de herpes geralmente acontece assim:

 

1- A pele do órgão sexual, ou perto dele, fica inflamada. A pele pode apresentar queimação, coceira ou dor.

2- Feridas tipo bolha aparecem sobre ou perto do órgão sexual.

3- Feridas abrem e depois cicatrizam.

 

Sintomas que também podem estar presentes quando o vírus aparece pela primeira vez incluem:

  • Glândulas inchadas
  • Febre
  • Dores de cabeça
  • Ardência ao urinar
  • Dores musculares

 

O primeiro surto pode durar por semanas. Depois do surto, o vírus retira-se para o sistema nervoso. Lá, ele fica inativo até alguma coisa desencadeá-lo, ou seja, tornando-o ativo de novo.

 

Como eu sei se tenho herpes?

Se você acha que tem o vírus, ou qualquer DST, procure um médico. Ele poderá examiná-lo e fazer exames para determinar se você tem alguma DST.

Para checar se você tem herpes, o seu médico provavelmente irá:

  • Examinar as bolhas ou feridas
  • Tirar uma amostra do tecido da ferida para olhar sob um microscópio ou para enviar a algum laboratório a fim de determinar se há herpes

Os exames para herpes não são confiáveis se as feridas já tiverem sarado ou se já tiverem muitos dias. Talvez você precise voltar ao médico para fazer outros exames quando as feridas estiverem presentes. Exames de sangue para detectar essa doença estão disponíveis, mas eles não podem determinar se as feridas vistas durante o seu exame estão relacionadas a herpes. Os exames de sangue só podem dizer se você já foi exposto ao vírus da herpes durante a sua vida.

 

Herpes pode ser curada?

Não há cura para herpes. Uma vez a pessoa tendo o vírus, ele permanece no seu corpo. O vírus fica “adormecido” nas células até algo “provocá-lo” a se tornar ativo novamente. Esses “surtos” de herpes, que podem incluir essas feridas dolorosas, podem ser controlados com medicação.

 

Os surtos podem ser tratados?

Converse com o médico sobre algumas medicações antivirais. Esse tipo de remédio pode reduzir a duração e gravidade da condição. Essas medicações podem ser tomadas durante surtos, ou até mesmo diariamente para prevenção. Porém, isso vai depender do seu número de surtos por ano.

 

Qual a frequência dos surtos?

A frequência dos surtos depende da pessoa. Em média, pessoas com o vírus têm 4 surtos por ano. O primeiro surto, geralmente, é o mais doloroso e demora mais tempo para passar. A dor e o tempo de recuperação, de maneira geral, diminuem em cada surto.

 

O que causa um surto?

Depende de cada pessoa. Algumas coisas comumente relatadas como desencadeadores incluem:

  • Estresse
  • Doença
  • Cirurgia
  • Sexo vigoroso
  • Dieta
  • Menstruação

 

Como posso me proteger do vírus?

  • Não faça sexo com alguém que tem uma ferida aberta no órgão sexual
  • Sempre use uma camisinha de látex durante o sexo
  • Limite o seu número de parceiros sexuais.

 

Como eu posso fazer para ela não se espalhar?

Herpes pode ser espalhada mesmo quando não há sintomas. Para evitar a propagação do vírus:

  • Use camisinha durante o sexo. (Usar camisinha não irá evitar sempre a propagação, tendo em vista que algumas feridas podem estar em locais que a camisinha não cobre.)
  • Não faça sexo quando as feridas estiverem presentes

 

Tenho herpes. E agora?

Muitas pessoas que descobrem que têm o vírus sentem-se depressivas ao saberem que sempre terão o vírus e que podem passar para outras pessoas. Mas você não está sozinho. Essa é uma das DSTs mais comuns no mundo. O número exato de pessoas afetadas não é sabido. Isso porque muitas pessoas não percebem que têm, especialmente se os sintomas forem mínimos e se não incomodarem. Se você tem esse doença, você deve:

  • Aprender sobre. Informação irá ajudar você a administrar a sua doença e fará com que você se sinta melhor.
  • Converse sobre a doença com um médico.
  • Fazer sexo se usar camisinha (e/ou o seu parceiro usá-lo), e conversar com o seu parceiro sobre a sua condição. Alguns casais, que só fazem relações sexuais um com o outro, podem optar por não usar camisinha mesmo com um parceiro tendo herpes. Tendo em vista que cada situação é diferente, você deve conversar com o seu médico para ver se é a melhor escolha para você no seu relacionamento.
  • Ter filhos. Mulheres com herpes ainda podem ter filhos saudáveis. Se você tem herpes e planeja ter filhos, converse com o seu médico sobre a sua condição.

Se você tem o vírus, você também deve fazer exames para checar se tem HIV e outras DSTs (sífilis, gonorreia e clamídia).

 

Fonte: My Cleveland Clinic