Você sabia que sua dieta pode impedir doenças inflamatórias?

Doutor Já Redação

O corpo humano usa a inflamação para ajudar a lutar contra enfermidade e também para proteger áreas de danos posteriores. Na maior parte dos casos, a inflamação é uma parte necessária do processo de cura.

Entretanto, algumas condições médicas causam respostas inflamatórias defeituosas. Essas são chamadas de doenças inflamatórias crônicas.

Uma das melhores medidas que uma pessoa pode ter para prevenir ou reduzir a inflamação é tentar uma dieta anti-inflamatória. Uma dieta anti-inflamatória  envolve comer certos tipos de alimentos e evitar outros no intuito de minimizar os sintomas das doenças inflamatórias crônicas.

Conteúdos desse artigo:

  1. O que é uma dieta anti-inflamatória?
  2. Que condições uma dieta anti-inflamatória pode ajudar?
  3. Alimentos a comer
  4. Alimentos a evitar
  5. Dicas de dieta anti-inflamatória
  6. O que é inflamação?
  7. Para levar

O que é uma dieta anti-inflamatória?

Uma dieta anti-inflamatória consiste em alimentos que reduzem as respostas inflamatórias. Essa dieta envolve substituir comidas refinadas e açucaradas por alimentos integrais e ricos em nutrientes.

Uma dieta anti-inflamatória também contém quantidades aumentadas de antioxidantes, que são moléculas reativas em alimentos que reduzem o número de radicais livres. Radicais livres são moléculas no corpo que podem degradar células e aumentar o risco de certas doenças.

Muitas dietas populares já seguem princípios anti-inflamatórios. Por exemplo, a Dieta Mediterrânea contém peixe, grãos integrais e gorduras que são boas para o coração. Uma pesquisa mostrou que essa dieta pode reduzir os efeitos da inflamação no sistema cardiovascular.

Que condições uma dieta anti-inflamatória pode ajudar?

Médicos, dietistas, naturopatas recomendam dietas anti-inflamatórias como uma terapia complementar para muitas condições que são agravadas pela inflamação crônica.

Uma dieta anti-inflamatória pode ajudar muitas condições, incluindo:

  • Artrite reumatoide
  • Psoríase
  • Asma
  • Esofagite eosinofílica
  • Doença de Crohn
  • Colite
  • Doença inflamatória intestinal
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Síndrome metabólica
  • Doença cardíaca
  • Lúpus
  • Tireoidite de Hashimoto

Adicionalmente, comer seguIndo uma dieta anti-inflamatória pode ajudar a diminuir o risco de certos cânceres, incluindo câncer colorretal.

Alimentos a comer

Boas escolhas para uma pessoa seguindo uma dieta anti-inflamatória incluem os subsequentes:

  • Verduras de folhas escuras, incluindo couve e espinafre
  • Mirtilos, amoras e cerejas
  • Uvas vermelhas escuras
  • Vegetais densos para a nutrição, como brócolis e couve-flor
  • Feijão e lentilhas
  • Chá verde
  • Vinho Tinto, com moderação
  • Abacate e coco
  • Azeitonas
  • Azeite extra virgem
  • Nozes, pistache, castanhas e amêndoas
  • Peixe de água fria, incluindo salmão e sardinha
  • Açafrão e canela
  • Chocolate escuro
  • Especiarias e ervas

Alimentos a evitar

Os principais alimentos que as pessoas que seguem uma dieta anti-inflamatória devem evitar incluem:

  • Carnes processadas
  • Bebidas açucaradas
  • Gorduras trans, encontradas em alimentos fritos
  • Pão branco
  • Macarrão branco
  • Glúten
  • Óleo de soja e óleo vegetal
  • Lanches processados, como batatas fritas e biscoitos
  • Sobremesas, como cookies, doces e sorvete
  • Excesso de álcool
  • Muitos carboidratos

Algumas pessoas acham que alimentos da família das dormilhas, como tomates, berinjela, pimenta e batatas, podem acionar sinalizadores em algumas doenças inflamatórias. Há evidência limitada disso, mas uma pessoa pode tentar cortar dormilhas da sua dieta por 2-3 semanas para ver se seus sintomas melhoram.

Há algumas evidências que sugerem que uma dieta alta em carboidrato, mesmo quando os carboidratos são saudáveis, pode promover inflamação. Por causa disso, muitas pessoas em uma dieta anti-inflamatória escolhem reduzir a sua ingestão de carboidrato.

Uma dieta vegetariana pode reduzir a inflamação?

Pessoas considerando uma dieta vegetariana também podem querer considerar a eliminação da carne em favor de fontes de proteína vegetariana ou peixes gordos.

Uma pesquisa sugere que pessoas seguindo uma dieta vegetariana têm níveis mais altos de plasma AA, um marcador de saúde geral que está associado a níveis mais baixos de inflamação e doenças cardíacas.

Um estudo de 2017 descobriu que comer produtos de animais aumenta o risco de inflamação sistêmica, enquanto outro estudo sugere que inflamação reduzida é um dos benefícios chave de uma dieta vegana.

Dicas de dieta anti-inflamatória

Dietas anti-inflamatórias podem ser um grande ajustamento para pessoas que tendem a comer diferentes tipos de alimentos.

Há uma série de coisas que uma pessoa pode fazer para que a transição para uma dieta anti-inflamatória seja mais fácil, incluindo:

  • Comer uma variedade de frutas e vegetais
  • Reduzir a quantidade de fast food consumido
  • Eliminar refrigerante e bebidas açucaradas
  • Planejar listas de compras para garantir que refeições saudáveis e lanches estejam disponíveis
  • Carregar pequenos lanches anti-inflamatórios enquanto viaja
  • Beber mais água
  • Permanecer dentro dos requisitos diários de calorias
  • Adicionar suplementos, como ômega-3 e açafrão, à dieta
  • Exercitar-se regularmente
  • Obter a quantidade adequada de sono

O que é inflamação?

Inflamação é a resposta do corpo a enfermidades incluindo infecções e machucados. O sistema de imunidade do corpo manda uma quantidade aumentada de glóbulos brancos para a área que esteja lutando contra a infecção ou machucado.

Inflamação, geralmente, não é uma coisa ruim- é apenas o corpo tentando se proteger de machucados ou enfermidades posteriores pelo aumento da resposta imunológica na área ameaçada pela bactéria ou machucado.

Entretanto, há muitas doenças inflamatórias crônicas, como artrite, psoríase e asma, que podem fazer com que o sistema imunológico responda em excesso e ataque tecidos saudáveis.

Além de tomar qualquer medicação prescrita, uma pessoa com doença inflamatória pode tentar reduzir a inflamação através de mudanças na sua dieta.

Para levar

Dietas anti-inflamatórias promovem uma redução da inflamação. Uma pessoa pode ser capaz de reduzir a resposta inflamatória do corpo através da implementação dessas mudanças dietéticas saudáveis.

Reduzir a inflamação pode ajudar uma pessoa a se sentir mais confortável devido à atenuação de alguns sintomas da inflamação.

Além disso, pode ajudar a pessoa a evitar alguns dos potenciais problemas de saúde que a inflamação crônica pode causar ou diminuir a necessidade de medicação.

Um dietista pode ajudar a pessoa a desenvolver um plano de dieta para enfrentar uma condição inflamatória crônica.

Fonte: Medical News Today

Se precisar de consultas com especialistas, conte com a gente!

F