Câncer de estômago: causas, sintomas e tratamentos

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Câncer de estômago: causas, sintomas e tratamentos

Como começa o câncer de estômago?

O câncer de estômago começa quando as células cancerosas nascem no revestimento interno do estômago. Essas células podem virar um tumor. Também chamado de câncer gástrico, essa doença geralmente cresce devagar ao longo dos anos.

O que causa câncer de estômago?

Não se sabe exatamente como é feito crescimento de células  cancerígenas no estômago, mas sim fatores que podem aumentar o risco da doença. Uma delas é uma infecção com bactéria comum, H. pylori, causadora de úlceras. A inflamação no estômago, chamada gastrite, um certo tipo de anemia de longa duração chamada anemia perniciosa e tumores no estômago chamados de pólipos, também podem tornar mais propenso ter câncer.

Outras fatores que aumentam o risco, podem ser:

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

5 sintomas do câncer de estômago

  • Indigestão
  • Sentir-se inchado após comer uma refeição
  • Azia
  • Leve náusea
  • Perda de apetite

Apenas ter indigestão ou azia após uma refeição, não significa que você tem câncer. Mas se você, frequentemente, sente esses sinais, converse com o seu médico. Ele pode ver se você tem algum outro fator de risco e fazer exames para procurar a causa dos sintomas.

Conforme os tumores de estômago crescem, você pode ter outros sintomas mais sérios , como:

  • Dor de estômago
  • Sangue nas fezes
  • Vômitos
  • Perda de peso sem razão
  • Dificuldade em engolir
  • Olhos ou pele amarelados
  • Inchaço no estômago
  • Constipação ou diarreia
  • Fraqueza ou sentir-se cansado
  • Azia

Recebendo o diagnóstico

Os médicos geralmente não fazem exame de rotina para câncer de estômago. Isso acontece, principalmente, por não ser tão comum, então fazer testes extras geralmente não é útil.

Contudo, se você estiver em um maior risco para essa condição, converse com o seu médico para ficar de olho nessa situação.

Para descobrir se você tem câncer de estômago, o médico começará com um exame físico. Ele também perguntará sobre o histórico médico para ver se você tem algum fator de risco sobre câncer de pele ou saber se algum familiar teve a doença. Então, ele pode passar alguns exames, incluindo:

  • Exames de sangue: para procurar por sinais de câncer no seu corpo
  • Endoscopia superior: o seu médico colocará um tubo fino e flexível com uma pequena câmera na garganta para examinar seu estômago.
  • Teste da série GI Superior: você vai beber um líquido calcário com uma substância chamada bário. O fluido reveste seu estômago e faz com que ele apareça mais claramente nos raios X.
  • Tomografia computadorizada: Este é um poderoso raio X que faz fotos detalhadas do interior do seu corpo.
  • Biópsia: O médico pegará um pequeno pedaço de tecido do seu estômago, observando sob o microscópio em busca de sinais de células cancerígenas. Ele pode fazer isso durante uma endoscopia.

Os estágios do tratamento para o câncer de estômago

Muitos tratamentos podem lutar contra o câncer de estômago. O tratamento que você e seu médico escolherem dependerá de quanto tempo a doença está presente ou o quanto ela espalhou-se no seu corpo, chamado de estágio do seu câncer.

  • Estágio 0: É a fase que o revestimento interno do seu estômago possui um grupo de células não saudáveis que podem virar um câncer. Geralmente, uma cirurgia pode curar. O seu médico poderá remover parte ou todo o seu estômago, assim como nódulos linfáticos que estiverem perto da área (pequenos órgãos que são parte do sistema do seu corpo que luta contra germes).

  • Estágio I: Nesse ponto, o tumor está no revestimento do seu estômago e ele pode ter se espalhado para os seus nódulos linfáticos. Assim, como no estágio 0, você provavelmente passará por uma cirurgia para remover parte ou todo o seu estômago, e os nódulos linfáticos que estiverem perto da área. Talvez você também faça quimioterapia ou quimiorradiação. Esses tratamentos podem ser usados antes da cirurgia para diminuir o tumor e, após, para matar qualquer câncer que tenha sobrevivido.

A quimioterapia usa remédios para atacar as células cancerosas. Quimiorradiação é a quimio mais a radioterapia, destruindo as células cancerosas com feixes de alta energia.

  • Estágio II: O câncer espalhou-se para camadas mais profundas do seu estômago e talvez tenha alcançado os nódulos linfáticos que estiverem perto da área. Uma cirurgia para remover parte ou todo o seu estômago, assim como os nódulos linfáticos afetados, ainda é o principal tratamento. Muito provavelmente, você fará quimio ou quimiorradiação antes do procedimento, e talvez após a cirurgia também.

  • Estágio III: Agora, o câncer pode estar em todas as camadas do seu estômago, assim como em outros órgãos perto, como o baço ou intestino. Ou, ele pode ser menor, podendo ter alcançado profundamente os seus nódulos linfáticos.

Você geralmente passa por uma cirurgia para remover o seu estômago completamente, assim como quimio ou quimiorradiação. Algumas vezes, pode ter cura. Se não, pelo menos, ajudar a aliviar os sintomas.

Se você estiver muito doente para cirurgia, talvez faça quimio, radioterapia, ou as duas, dependendo do que o seu corpo aguentar.

  • Estágio IV: Neste último estágio, o câncer espalhou-se muito e amplamente para órgãos como o fígado, pulmões ou cérebro. É muito mais difícil de curar, mas seu médico pode ajudar a administrá-lo e aliviar os sintomas.

Se o tumor bloquear parte do seu sistema gastrointestinal, talvez você passe por:

  • Um procedimento que destrói parte do tumor com um laser em um endoscópio, um tubo fino que desce pela sua garganta.
  • Um tubo de metal fino chamado stent para fazer fluir. Você pode obter um entre o estômago e o esôfago ou entre o estômago e o intestino delgado.
  • Cirurgia de bypass gástrico para criar uma rota ao redor do tumor.
  • Cirurgia para remover parte do seu estômago.

Quimioterapia, radiação, ou ambas, podem ser usadas nesse estágio também. Você também pode receber terapia direcionada. Essas drogas atacam as células cancerígenas, mas não afetam as saudáveis, o que pode significar menos efeitos colaterais.

4 formas de evitar o câncer de estômago

Trate infecções estomacais. Se você tem úlceras por causa de uma infecção da bactéria H. pylori, faça um tratamento. Os antibióticos podem matar a bactéria e outros remédios irão curar as feridas no revestimento do seu estômago, o que diminuirá o seu risco de câncer.

Tenha uma dieta saudável. Coma mais frutas frescas e vegetais todos os dias. Eles têm altas quantidades de fibras e de algumas vitaminas que podem diminuir o seu risco de câncer. Evite alimentos muito salgados, em conserva, curados ou defumados, como cachorros-quentes, carnes processadas ou queijos defumados. Mantenha seu peso em um nível saudável também. Estar acima do peso ou obeso também pode aumentar o risco da doença.

Não fume. O seu risco de câncer no estômago dobra se você usa tabaco.

Fique atento ao uso de aspirina ou de AINEs. Se tomar diariamente aspirina para prevenir problemas cardíacos ou medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) para artrite, fale com o seu médico sobre como estes medicamentos podem afetar o seu estômago.

Fonte: WebMD

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!