Colesterol: Quantos ovos você pode comer por dia?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Colesterol: Quantos ovos você pode comer por dia?

Ovos e colesterol

Os ovos, principalmente, as gemas são ricas em colesterol. Na verdade, um ovo inteiro contém todos os nutrientes necessários para fazer com que uma única célula vire um frango.

Contudo, os ovos têm uma reputação ruim, uma vez que as gemas possuem alto teor de colesterol. Mas não é tão simples assim. Quanto mais você come, menos colesterol o seu corpo irá produzir.

Por essa razão, comê-los não provocará um grande aumento nos seus níveis de colesterol.

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já

A maneira que o seu corpo regula os níveis de colesterol

O colesterol,normalmente, é visto como algo negativo. Isso ocorre porque alguns estudos relacionaram os altos níveis com doenças cardiovasculares e mortes precoces.

Na verdade, o colesterol desempenha um papel muito importante no funcionamento do corpo. Ele é usado na produção de hormônios esteróides como, por exemplo, testosterona, estrogênio e cortisol.

Tendo em vista a importância do colesterol, o corpo desenvolve maneiras evoluídas de assegurar que sempre tenha uma quantidade suficiente disponível. Já que obter através da sua dieta, nem sempre é uma opção, porque o fígado produz uma quantidade suficiente para atender as necessidades do seu corpo.

Porém, quando você come muitos alimentos ricos em colesterol, o seu fígado começa a produzir menos para impedir que os níveis de colesterol fiquem muito altos.

Uma grande ingestão, pode causar um aumento moderado dos níveis no sangue.

O que acontece quando se come muitos ovos por dia?

Por muitas décadas, as pessoas foram aconselhadas a limitarem a sua ingestão. Um único ovo de tamanho médio contém 186 mg de colesterol, que é 62% da ingestão diária recomendada. Em contraste, a clara é principalmente proteína e possui um baixo teor.

Alguns estudos examinaram os efeitos dos ovos nos níveis de colesterol e mostram que em todos os casos, o HDL (bom) aumenta.

Ovos e a doença cardiovascular

Muitos estudos examinaram a ingestão de ovos e o risco de doença cardiovascular.

Certos hábitos, como fazer dieta, exercícios ou fumar estão ligados a um menor ou maior risco de certas doenças. As pessoas que comem gemas não são mais propensas a desenvolver doença cardiovascular do que aquelas que não comem, até mostraram um risco reduzido de derrame.

Contudo, uma pesquisa mostra que as pessoas com diabetes tipo 2 que comem muitos ovos têm um maior risco de doença cardíaca. Os efeitos na saúde também podem depender do resto da sua dieta.

Benefícios para saúde

Não podemos esquecer dos benefícios dos ovos para saúde. Eles também estão cheios de nutrientes e são:

  • Ricos em luteína e zeaxantina, antioxidantes que reduzem o risco de doenças oculares como degeneração macular e catarata
  • Muito ricos em colina, um nutriente que desempenha um papel essencial em todas as células.
  • Contém proteína animal de qualidade, cujos benefícios incluem aumento da massa muscular e melhor saúde dos ossos.
  • Aumentam a sensação de saciedade e ajudam a perder peso.

Além disso, são incrivelmente fáceis de serem preparados. Os benefícios de consumir ovos superam em muito os negativos em potencial.

O quanto é demais?

No geral, comer ovos é perfeitamente seguro, mesmo se você estiver comendo até 3 por dia. Tendo em vista toda a sua quantidade de nutrientes e benefícios à saúde, eles podem estar entre os alimentos mais saudáveis do planeta.

A maioria dos ovos no supermercado vem de frangos criados em fábrica alimentados com rações à base de grãos.

Os ovos mais saudáveis são os ovos enriquecidos com ómega-3 ou os ovos de galinhas criadas em pastagem.

Fonte: Health Line

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já