Como curar torcicolo no pescoço

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Como curar torcicolo no pescoço

O que é torcicolo?

Pescoço torto, ou torcicolo no pescoço é quando o pescoço está dolorosamente torcido e inclinado. O topo da cabeça geralmente se inclina para um lado seu queixo para o outro.

Você pode ter isso desde que nasceu ou ter a condição adquirida. A torcicolo também pode ser o resultado de danos nos músculos do pescoço ou no suprimento de sangue. O torcicolo, algumas vezes, vai embora sem tratamento. Em alguns casos, porém, ele pode voltar.

O torcicolo crônico pode causar uma dor debilitante e dificuldade em realizar as tarefas diárias.  Terapias e medicações podem aliviar a dor e a rigidez. Cirurgias também podem, em alguns casos, corrigir a condição. O tratamento tem um melhor resultado se for iniciado cedo. Isso é especialmente verdade quando ocorre torcicolo em crianças.

 

Não tem plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já!

 

O que causa torcicolo?

Torcicolo no pescoço pode ser de família. Ele também pode ser desenvolvido na barriga da mãe.  Isso pode acontecer se a cabeça do seu bebê estiver na posição errada. Também pode ocorrer devido a lesões nos músculos ou no suprimento do sangue no pescoço.

Qualquer pessoa pode desenvolver um torcicolo após uma lesão ou problema no sistema nervoso.  Entretanto, na maior parte do tempo, a causa do torcicolo é desconhecida (torcicolo idiopático).

Uma Alternativa aos Planos de Saúde

Tipos de torcicolo

Torcicolo temporário

Esse tipo de torcicolo geralmente desaparece após um ou dois dias. Ele pode ocorrer devido a:

  • Laterais do pescoço inchadas
  • Uma infecção na orelha
  • Um resfriado
  • Uma lesão na cabeça e pescoço que causa inchaço

 

Torcicolo espasmódico

Torcicolo espasmódico é chamado também de torcicolo grave ou torcicolo permanente. Geralmente ocorre por causa de um problema com seus ossos.

 

Torcicolo muscular

Esse é o tipo mais comum de torcicolo espasmódico. Resulta de cicatrizes ou músculos tensos de um lado do pescoço.

 

Síndrome Klippel-Feil

Essa é uma forma rara e congênita de torcicolo. Ocorre quando os ossos no pescoço do seu bebê, na gravidez, se formam de maneira incorreta. Crianças que nascem com essa condição pode ter dificuldades com a audição e visão.

 

Sintomas do torcicolo

Os sintomas do torcicolo podem começar lentamente. Eles também podem piorar com o passar do tempo. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dificuldade de mexer a cabeça
  • Dor no pescoço ou rigidez
  • Dor de cabeça
  • Um ombro mais alto que o outro
  • Músculos do pescoço inchados
  • Inclinação do queixo para um lado

Os rostos de crianças com torcicolo congênito podem parecer achatados e desequilibrados. Elas também podem ter atrasos na habilidade motora ou dificuldades com audição e visão.

 

O que esperar da consulta médica

O médico irá querer saber o seu histórico médico e fará um exame físico. Certifique-se de falar para ele sobre qualquer lesão na área do pescoço.  Muitos tipos de teste também podem determinar a causa do seu torcicolo.

Uma eletromiografia (EMG) mede a atividade elétrica em seus músculos. Ela pode determinar quais músculos estão sendo afetados.  

Exames de imagens, tais como raio-x e ressonâncias magnéticas, podem ser usados para encontrar problemas estruturais que possam estar causando os seus sintomas.

 

Curar a torcicolo

Atualmente, não há uma maneira de evitar torcicolo no pescoço. Entretanto, fazer um tratamento rapidamente pode impedir que o torcicolo piore.

Você pode melhorar formas congênitas de torcicolo ao esticar os músculos do pescoço. Se iniciado dentro de alguns meses após o nascimento, o tratamento pode ser muito bem sucedido. Se este ou outros tratamentos não funcionarem, a cirurgia pode, em alguns casos, corrigir o problema.

O seu médico pode tratar o torcicolo adquirido de acordo com a causa, se esta for conhecida.  

Tratamentos para torcicolo incluem:

  • Aplicação de calor
  • Massagem
  • Fisioterapia ou quiropraxia
  • Tração
  • Exercícios de alongamento
  • Pescoceira

 

Cirurgias

O seu médico poderá recomendar cirurgias, tais como:

  • Fusão de vértebras anormais
  • Alongamento dos músculos do pescoço
  • Cortar os nervos ou músculos
  • Usar a estimulação cerebral profunda para interromper os sinais nervosos (usado apenas nos casos mais graves)

 

Remédios

Eles incluem:

  • Relaxantes musculares
  • Medicamentos usados para tratar os tremores da doença de Parkinson
  • Injeções de toxina botulínica repetidas a cada poucos meses
  • Analgésicos  

 

Vivendo com torcicolo no pescoço

O torcicolo causado por uma pequena lesão ou doença é, provavelmente, temporário e tratável. Entretanto, formas mais graves e congênitas de torcicolo podem causar problemas de saúde em longo prazo.

Torcicolo crônico pode causar complicações, incluindo:

  • Músculos do pescoço inchados
  • Dor crônica
  • Dificuldade em executar tarefas rotineiras
  • Incapacidade de dirigir
  • Dificuldade em socializar
  • Isolamento
  • Depressão

É mais fácil corrigir torcicolos em crianças e bebês.

 

Dica de ouro

Se o seu torcicolo não for tratável, considere procurar um grupo de ajuda. Muitas pessoas com condições crônicas acham esses grupos tanto reconfortantes como informativos.  Se informe com seu médico. Você também pode conseguir encontrar uma comunidade on-line de suporte. Comunicar-se com outras pessoas que têm torcicolo ou condições semelhantes pode ajudá-lo a enfrentar essa situação.

 

Perguntas & Respostas: Alongamentos para crianças

P: Quais alongamentos ajudarão a tratar o torcicolo no pescoço do meu bebê?

R: Seu médico pode aconselhar o alongamento do músculo esternocleidomastoideo. Este é o músculo que é apertado no torcicolo. Um fisioterapeuta pode ensiná-lo a fazer os alongamentos de forma segura e correta. Esses alongamentos podem ser úteis e feitos em casa.

 

Exemplo de alongamento

Gire suavemente o pescoço do bebê para o lado afetado. Outro alongamento envolve inclinar suavemente a cabeça do seu filho para o lado oposto do lado afetado. Por exemplo, permita que ele fique deitado de barriga para baixo por longos períodos de tempo. E ao alimentar seu bebê, segure-o no lado que o fará virar a cabeça para o lado desejado.  (Euna Chi, Doutora em Medicina).

 

Fonte: Healthline