Como minha alimentação interfere no câncer?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Como minha alimentação interfere no câncer?

Lute contra a fadiga, aumente a saúde óssea e mais com esses nutrientes poderosos.

Planejamento de refeição é provavelmente a última coisa na sua mente quando você está enfrentando uma doença séria, como o câncer de mama. Entretanto, comer de forma saudável é, de fato, uma parte importante do seu plano de tratamento, diz Erin Rossi, dietista registrada, que trabalha com pacientes com câncer na Clínica de Cleveland.

“Comer bem traz benefícios físicos, mentais e emocionais”, ela explica. “Os alimentos que você consome podem lhe dar a energia que você precisa para passar pelo tratamento com o mínimo possível de efeitos colaterais enquanto lhe ajuda a manter uma sensação de bem-estar e controle. ” Comer também é prazeroso, e quando você não sentir que está no topo do seu jogo, você fará bem em se mimar com comidas deliciosas e nutritivas.

Com isso em mente, coloque essas opções ricas em nutrientes no seu prato tantas vezes quanto você puder. (Sempre cheque com o seu médico antes de fazer mudanças na dieta, no caso de certos alimentos estarem proibidos devido a interações com o tratamento ou outras preocupações.) E se você é um amigo ou membro da família de alguém com câncer e está se perguntando como pode ajudar, considere levar uma refeição com esses ingredientes.

Pasta de tomate ou molho

Não somente os molhos com base de tomate são ricos em vitamina C, mas, tomates ajudam a mascarar o gosto desagradável na boca que alguns pacientes de câncer têm enquanto estão fazendo quimioterapia, diz Carolyn Lammersfeld, dietista registrada, especialista certificada em nutrição oncológica e vice-presidente de medicina integrativa nos Centros de tratamento do câncer da América. Escolha molhos puros sem pimentas, que são mais fáceis de descer e ficar lá. (Evite produtos de tomate se você tem feridas bucais.)

Peixe oleoso

Salmão, atum e sardinha não são apenas fontes estelares de proteína de combate à fadiga, mas também, fontes de energia poderosa. Eles fornecem ácidos graxos ómega 3, que podem lhe ajudar a manter os seus músculos fortes; vitamina B12, que o seu corpo depende para produzir glóbulos vermelhos; e vitamina D, um componente principal para a saúde óssea, explica Lammersfeld.

Cereais

Quando a sua energia e apetite estiverem baixos, ingerir comidas densas em nutrientes pode lhe ajudar a obter as calorias que você precisa, como também as vitaminas chaves, minerais e gorduras boas. Opções inteligentes: alguns punhados de cereais mistos, simples nozes ou mesmo uma colher de manteiga de nozes.

Produtos lácteos

O cálcio, vitamina D e proteína encontrados em alimentos na ala de laticínios irão contribuir para ossos saudáveis. (Escolha iogurte ou kefir e você também irá reabastecer suas boas bactérias intestinais.) Vegano ou simplesmente não gosta do sabor do leite? Coloque um gole de suco de laranja fortificado com cálcio, leite de arroz ou leite de soja.

Frango magro e peru

Porque eles são suaves, são fáceis de serem comidos e digeridos, porém, ainda contêm muita proteína. Aves domésticas magras são uma escolha melhor do que carne vermelha, que pode aumentar as inflamações e contribuir para condições crônicas, como doença cardíaca.

Vegetais com folhas verde-escuras  

Brócolis, couve, alface romana, espinafre, agrião e outros vegetais oferecem cálcio para fortalecer seus ossos, folato e ferro para estimular a produção de células sanguíneas e o magnésio, que é essencial para muitas funções corporais, mas, geralmente, se torna baixo durante o tratamento, diz Lammersfeld.

Grão de bico e feijão

Esses legumes poderosos contêm altos níveis de proteína, que protegem os seus músculos enquanto lhe fornecem energia constante para evitar a exaustão, diz Rossi.

Gengibre

Não é um mito: gengibre realmente ajuda a combater náusea, um efeito colateral da quimioterapia e de alguns medicamentos. A adição de gengibre ralado a alimentos ou chá pode ajudar a aliviar a náusea, não completamente aliviada por antieméticos, diz Lammersfeld.

Fonte: Health

Se precisar de consultas com nutricionistas, conte com a gente!