Descubra Quais São os Efeitos do Álcool no seu Corpo

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Descubra Quais São os Efeitos do Álcool no seu Corpo

 

Glândulas digestivas e endócrinas

Beber muito álcool pode causar uma ativação anormal de enzimas digestivas produzidas pelo pâncreas.  O acúmulo dessas enzimas pode levar à inflamação conhecida como pancreatite. A longo prazo ela pode causar sérias complicações.

Buscar Médicos – Consultas e Exames com Preços Acessíveis

 

Danos inflamatórios

O fígado é um órgão que ajuda a quebrar e remover substâncias prejudiciais do seu corpo, incluindo o álcool. O consumo prolongado de álcool interfere nesse processo. Também aumenta o risco de inflamação crônica do fígado e doença hepática.  As lesões causadas por essa inflamação são conhecidas como cirrose. A formação de um tecido cicatrizado destrói o fígado. À medida que o fígado fica mais prejudicado, é mais difícil para ele remover as substâncias tóxicas do seu corpo.

A doença hepática apresenta risco de vida e leva ao acúmulo de toxinas e resíduos no seu corpo. As mulheres estão em um maior risco de desenvolverem a doença hepática alcoólica. O corpo das mulheres é mais propenso a absorver uma quantidade maior de álcool e precisa de períodos mais longos para processá-la além de apresentam prejuízos no fígado mais rapidamente que os homens.

 

Níveis de glicose

O pâncreas ajuda a regular o uso e resposta da insulina do seu corpo à glicose. Quando o seu pâncreas e fígado não estão funcionando adequadamente, você corre o risco de experimentar baixa glicose no sangue, ou hipoglicemia. Um pâncreas prejudicado também pode impedir o corpo de produzir insulina suficiente para utilizar o açúcar. Isso pode levar à hiperglicemia, ou açúcar em excesso no sangue.

Se o seu corpo não puder administrar e equilibrar os seus níveis de açúcar no sangue, você pode ter efeitos colaterais relacionados a diabetes.  É importante que as pessoas com diabetes ou hipoglicemia evitem grandes quantidades de álcool.

 

Sistema nervoso central

Um dos caminhos mais fáceis de entender o impacto do álcool no seu corpo é entender como ele afeta o seu sistema nervoso central. A fala enrolada é um dos primeiros sinais que mostra que você bebeu demais. O álcool pode reduzir a comunicação entre o seu cérebro e o seu corpo. Isso faz com que a coordenação fique mais difícil. Você pode ter dificuldade em se equilibrar e nunca deve dirigir depois de beber.

Como o álcool causa mais dano ao seu sistema nervoso central, você pode sentir dormência e sensações de formigamento nos pés e nas mãos.

Beber também faz com que seja mais difícil para o seu cérebro criar memórias de longo prazo. Além disso, reduz a sua habilidade de pensar claramente e fazer escolhas racionais. Ao longo do tempo, podem acontecer danos no lóbulo frontal. Essa área do cérebro é responsável pelo controle das emoções, memória de curto prazo, e julgamento, além de outros papéis.

O abuso crônico e severo do álcool também pode causar danos cerebrais permanentes. Como a síndrome de Wernicke-Korsakoff, um distúrbio cerebral que afeta a memória.

Buscar Médicos – Consultas e Exames com Preços Acessíveis

 

Dependência

Algumas pessoas que bebem muito podem desenvolver uma dependência física e emocional do álcool. A retirada de álcool pode ser difícil e apresentar risco de vida. Frequentemente é necessário ajuda profissional para acabar com o vício. É a maneira mais segura para garantir que você acabe com o vício físico. Dependendo do risco de sintomas de abstinência, a desintoxicação pode ser gerenciada de forma ambulatorial ou hospitalar.

Os sintomas da retirada de álcool incluem:

– Ansiedade

– Nervosismo

– Náusea

– Tremores

– Pressão alta

– Arritmia cardíaca

– Muita transpiração

Podem ocorrer convulsões, alucinações e delírio em casos graves de abstinência.

 

Sistema digestivo

A conexão entre o consumo de álcool e o seu sistema digestivo pode não parecer clara em um primeiro momento.

Beber pode prejudicar os tecidos do seu trato digestivo e impedir que os seus intestinos façam a digestão dos alimentos e absorvam os nutrientes e vitaminas. Como consequência, pode ocorrer a subnutrição. Além disso, você pode ter:

– Gases

– Inchaço

– Sentir-se cheio (sem fome)

– Diarreia ou fezes dolorosas

Para as pessoas que bebem em excesso, úlceras e hemorróidas (devido à desidratação e constipação) são comuns.  Elas podem causar sangramentos internos perigosos. Úlceras podem ser fatais se não forem diagnosticadas e tratadas precocemente.

As pessoas que consomem muito álcool também podem estar em risco de câncer. Os indivíduos que bebem frequentemente são mais propensos a desenvolverem câncer na boca, garganta, esôfago, cólon ou fígado. Quem também faz uso do tabaco tem um risco ainda maior.

 

Sistema circulatório

O álcool pode afetar o coração e pulmões. As pessoas que são alcoólatras crônicas têm um maior risco relacionado a problemas no coração do que as pessoas que não bebem. As mulheres que bebem são mais propensas a desenvolverem doenças cardíacas do que os homens que bebem.

Complicações no sistema circulatório incluem:

– Pressão alta

– Arritmia cardíaca

– Dificuldade em bombear sangue através do corpo

– Derrame

– Ataque cardíaco

– Doença cardíaca

– Insuficiência cardíaca

A dificuldade em absorver vitaminas e minerais dos alimentos pode causar anemia. Esta é uma condição em que você tem uma baixa contagem de glóbulos vermelhos. Um dos maiores sintomas da anemia é a fadiga.

 

Saúde sexual e reprodutiva

Você pode pensar que beber álcool pode diminuir a sua inibição e ajudar-lhe a ter mais diversão na cama.  Mas a realidade é bem diferente. Os homens que bebem em excesso são mais propensos a experimentarem disfunção erétil. A produção de hormônios sexuais pode diminuir bem como a sua libido.

Mulheres que bebem muito podem parar de menstruar. Isso as coloca em um maior risco de infertilidade.  Mulheres que bebem em excesso durante a gravidez têm um risco maior de parto prematuro, aborto espontâneo ou nascimento fetal (o bebê nasce morto).

Outras condições de Distúrbios da síndrome do alcoolismo fetal incluem:

– Dificuldade em aprendizagem

– Problemas de saúde em longo prazo

– Aumento de problemas emocionais

– Desenvolvimento  de anormalidades físicas

 

Sistemas esquelético e muscular

O uso prolongado de álcool pode impedir que o seu corpo mantenha os seus ossos fortes. Esse hábito pode causar ossos mais finos e aumentar o seu risco de fraturas em caso de queda.  As fraturas podem curar-se de forma mais devagar.

Beber álcool também pode levar a fraqueza muscular, câimbras e, eventualmente, atrofia.

 

Sistema imunológico

Beber em excesso diminui o sistema imunológico corporal natural. Isso faz com que seja mais difícil para o corpo lutar contra germes e vírus invasores.

As pessoas que bebem em excesso durante um longo período de tempo também são mais propensas a desenvolverem pneumonia ou tuberculose do que a população em geral. Cerca de 10% de todos os casos de tuberculose ao redor do mundo podem ser ligados ao consumo de álcool.  

Fonte: Health Line

Clique aqui e marque a sua consulta médica!