Fez a Vasectomia e Se Arrependeu? Saiba Mais Sobre a Reversão

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Fez a Vasectomia e Se Arrependeu? Saiba Mais Sobre a Reversão

o que esperar?

Uma vasectomia envolve cortar dois tubos, chamados canal deferente, um em cada lado do corpo, para o esperma dos testículos não fazer mais parte do sêmen. Enquanto a vasectomia ainda é considerada uma confiável e permanente forma de contracepção, avanços na microcirurgia tornaram possível reverter esse procedimento.

Uma vasectomia pode ser revertida mesmo após um longo tempo, em alguns casos, 15 anos ou mais, pois o esperma está sendo continuamente produzido e permanece viável.  No geral, cerca de 6% dos homens ,que fizeram vasectomia, escolhem a reversão da vasectomia depois.

Buscar Médicos – Consultas e Exames com Preços Acessíveis

 

Como funciona a Vasectomia?

A taxa de gravidez após uma vasectomia ocorre em menos de 2 a cada 1000 mulheres de acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças. Vasectomia é a forma de controle de natalidade mais eficaz, exceto a completa abstinência de ter relações sexuais.

A vasectomia é um procedimento ambulatorial que leva cerca de 30 minutos. O homem fica acordado o tempo todo. Uma pequena parte do canal deferente é removida dos dois lados e as extremidades são seladas.

Pode levar até 3 meses antes de todos os espermatozoides serem removidos do canal deferente. Durante esse período, os médicos recomendam que a pessoa use outros métodos contraceptivos, a fim de evitar uma gravidez não desejada.

Buscar Médicos – Consultas e Exames com Preços Acessíveis

 

O que é uma reversão de vasectomia?

Ela reconecta o canal deferente que foi cortado anteriormente. A taxa de sucesso do procedimento é perto de 90%. Não afeta o desejo sexual e os homens podem, geralmente, continuar a ter relações sexuais após 3-4 semanas do procedimento.

A taxa de gravidez após a reversão de vasectomia pode ser mais baixa do que antes da vasectomia ter sido feita. O sucesso da reversão para engravidar, depende de uma variedade de fatores, incluindo:

  • Experiência e habilidade do cirurgião
  • Idade e fertilidade da parceira feminina
  • Tempo da vasectomia; quanto mais tempo desde a realização do procedimento, mais difícil a reversão.
  • Retorno do esperma em movimento

 

Tipos de técnica de reversão de vasectomia:

Existem dois tipos de reversão. A vasovasostomia reconecta os dois lados do canal deferente e a vasoepididimostomia, que  reconecta o canal deferente ao epidídimo, a área acima dos testículos onde o esperma é armazenado.

É importante dizer que o cirurgião não sabe se um homem precisa de vasovasostomia ou vasoepididimostomia até o momento em que ele está na mesa de cirurgia.

 

Durante a reversão de vasectomia

O cirurgião fará um pequeno corte na parte inferior do saco escrotal para expor o canal deferente e liberá-lo dos tecidos circundantes. O canal deferente é então aberto para examinar o fluído de dentro. Uma vez assegurado que há esperma presente, o canal deferente é reconectado para permitir a passagem de esperma.

Se o fluído no canal deferente for grosso, pode ser uma indicação de um bloqueio e que o esperma não está fluindo. A essa altura o cirurgião tenderá a escolher vasoepididimostomia como o procedimento apropriado.

 

Recuperação após a reversão de vasectomia

As incisões serão cobertas com bandagens e a pessoa será aconselhada a usar um suporte atlético por até 6 semanas, apenas removendo-o para tomar banho. Normalmente, deve-se evitar molhar a área operada por 2 dias após a cirurgia. Gelo pode ajudar com a dor, que pode ocorrer por vários dias. Se tiver pontos, eles devem se dissolver dentro de 2 semanas. É preciso repouso pelas primeiras 48 horas após a cirurgia e fazer o mínimo de esforço possível.

É importante limitar qualquer atividade que faça com que os testículos se movam demais, como malhar, correr ou andar de bicicleta por 4 semanas após a cirurgia. Relações sexuais devem ser evitadas até o médico dizer que está permitido. A maioria dos homens irá precisar esperar pelo menos 3 semanas após a cirurgia. Amostras de sêmen são geralmente coletadas após 2, 4 e 6 meses da cirurgia para checar a presença de esperma. Normalmente, se não há esperma viável após 6 meses, então, uma nova cirurgia pode ser recomendada.

 

Riscos e complicações

Embora seja seguro, há riscos na cirurgia de reversão de vasectomia. O mais comum é que a fertilidade total não retorne. Outros riscos incluem dor crônica, infecção, sangramento, hematoma, contagem de esperma insuficiente, contusões, inchaço e atrofia testicular embora seja bem rara.

Em geral, o procedimento de reversão de vasectomia é seguro. Complicações são bastante improváveis, desde que as recomendações médicas sejam respeitadas e a recuperação seja gerenciada corretamente.

 

Perspectiva

Uma pessoa não saberá o quão bem sucedida é uma reversão de vasectomia até que suas avaliações de esperma tenham sido feitas vários meses depois. Uma vez que a contagem de espermas retorne a níveis adequados, as chances de concepção aumentam.

Fonte: Medical News Today

 

Se precisar de consultas, conte conosco!