Imagens De Animais Fofos Podem Estimular a Satisfação Conjugal

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Imagens De Animais Fofos Podem Estimular a Satisfação Conjugal

 

Veja imagens de animais fofos.

Imagens de animais fofos podem estimular a satisfação conjugal
Se você sente que seu casamento está começando a perder seu brilho, um novo estudo sugere uma técnica um tanto surpreendente, mas simples, para ajudar a recuperá-lo: veja imagens de animais fofos.

Pesquisadores sugerem uma reinstrução de nós mesmos para associarmos nossos parceiros a estímulos positivos – como imagens de filhotes de cachorro e coelhinhos- podendo, assim, melhorar a satisfação conjugal.

O líder do estudo, James K. McNulty da Florida State University em Tallahassee, e a equipe relataram suas descobertas no jornal Psychological Science recentemente.

Buscar Médicos – Consultas e Exames com Preços Acessíveis

Qual é a chave para um casamento feliz?

Com certeza não existe uma única resposta para essa pergunta, mas a pesquisa proveu algumas dicas.

Um estudo divulgado pela Medical News Today, por exemplo, sugere que o sexo desempenha um papel fundamental na satisfação matrimonial, enquanto outro sugere que positividade é importante para um casamento feliz.

Mas, de acordo com McNulty e colegas, pesquisas anteriores indicaram que, mesmo quando não há mudança no comportamento cotidiano dos casais, um declínio da satisfação conjugal pode ocorrer.

Com isso em mente, o time especulou que uma queda da satisfação matrimonial, às vezes, pode ocorrer devido a um aumento de pensamentos negativos sobre o cônjuge, ao invés de um comportamento negativo. Mas, de acordo com os pesquisadores, isso é algo que pode ser abordado.

 

Condicionamento avaliativo e casamento

Para o seu estudo, McNulty e equipe estabeleceram que investigariam se era possível ou não reacender a chama do casamento aprendendo a conjugar associações positivas quando se pensa no cônjuge- uma teoria conhecida como “condicionamento avaliativo”.

Em termos simples, condicionamento avaliativo refere-se a como podemos mudar nossa atitude em relação a um objeto ou pessoa baseada em uma associação sem relação.

Para ver se o condicionamento avaliativo poderia ser usado para melhorar a satisfação conjugal, os pesquisadores inscreveram 144 casais de 40 anos ou menos, cujos estavam casados a menos de 5 anos.

Na linha de base do estudo, todos os casais completaram avaliações que mediram sua satisfação matrimonial, enquanto suas atitudes impulsivas e imediatas para com seu cônjuge foram avaliadas alguns dias depois.

Para a próxima parte do estudo, cada cônjuge foi solicitado a examinar uma série de imagens a cada três dias, por um total de 6 semanas. Alguns cônjuges constantemente visualizavam imagens do rosto de seus parceiros ao lado de estímulos positivos, como imagens de filhotes de cachorro, coelhinhos ou a palavra “maravilhoso/a”. Esse foi o grupo experimental.

Outros cônjuges, entretanto, visualizavam imagens do rosto de seus parceiros ao lado de estímulos neutros, como a imagem de um botão. Esse foi o grupo de controle.

Atitudes inerentes dos companheiros em relação aos seus parceiros foram medidas a cada 2 semanas por toda a duração do estudo de 8 semanas. Isso envolveu pedir a cada cônjuge que exibisse suas emoções positivas ou negativas em resposta a várias imagens, incluindo imagens de seus consortes.

A satisfação matrimonial de cada cônjuge também foi medida por todo o estudo.

 

Melhorando a satisfação conjugal

Os pesquisadores descobriram que, comparado ao grupo de controle, o grupo experimental exibiu mais reações impulsivas positivas em relação ao parceiro ao longo do estudo.

Notavelmente, o grupo experimental também demonstrou maiores melhorias na satisfação no casamento, comparado ao grupo de controle.

“Na verdade, eu fiquei um pouco surpreso que isso funcionou,” admite McNulty, “Toda teoria que revisei no condicionamento avaliativo sugeriu que iria funcionar, mas teorias existentes de relacionamentos, e apenas a ideia que algo tão simples e sem conexão com o casamento poderia afetar como as pessoas sentem sobre seus casamentos, me deixou cético.”

Mesmo assim, as descobertas do time indicam certamente que o condicionamento avaliativo pode ser uma estratégia eficiente para estimular a satisfação conjugal.

“Uma fonte final de nossos sentimentos sobre nossos relacionamentos pode ser reduzida a como associamos nossos parceiros com afeto positivo e essas associações podem vir dos nossos parceiros, mas também de coisas sem conexão, como filhotes de cachorros ou coelhinhos.”

– James K. McNulty

Fonte: Medical News Today

Se precisar de consultas, conte conosco!