Leucoplasia: causas, sintomas e diagnóstico

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Leucoplasia: causas, sintomas e diagnóstico

O que é leucoplasia?

A leucoplasia é uma condição na qual manchas grossas, brancas ou acinzentadas se formam geralmente dentro da boca. O tabagismo é a causa mais comum. Mas, outros irritantes também podem causar essa condição.

Geralmente, a leucoplasia suave é inofensiva e, muitas vezes, vai embora por conta própria. Os casos mais sérios podem estar relacionados ao câncer de boca e devem ser tratados imediatamente.

Os cuidados dentários regulares podem ajudar a evitar recorrências.

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já

Quais são os sintomas da leucoplasia?

A leucoplasia ocorre em partes do corpo que têm tecido mucoso, como a língua.

A condição é marcada por manchas incomuns dentro da boca. Essas manchas podem variar na aparência e podem ter as seguintes características:

  • Cor branca ou cinza
  • Superfície espessa, dura e elevada
  • Pilosa / felpuda (apenas leucoplasia pilosa)
  • Pontos vermelhos (raros)

A vermelhidão pode ser um sinal de câncer. Procure o seu médico imediatamente se você tem manchas com pontos vermelhos.

Pode ocorrer na sua gengiva, na parte de dentro da bochecha, abaixo ou na sua língua e, até mesmo, nos seus lábios. As manchas podem demorar muitas semanas para se desenvolver. Raramente são dolorosas.

Algumas mulheres podem desenvolver leucoplasia na parte de fora das suas genitais na área da vulva, bem como no interior da vagina. Isso é geralmente visto em mulheres na menopausa. Essa é uma condição benigna. Se você está preocupada com algo mais sério, você deve entrar em contato com o seu médico.

Quais são as causas?

A causa exata não é conhecida. É principalmente ligada ao uso de tabaco. O tabagismo é a causa mais comum. Contudo, mastigar tabaco também pode causar leucoplasia.

Outras causas incluem:

  • Ferimento no interior da sua bochecha, tal como por morder
  • Dentes ásperos e irregulares
  • Dentaduras, especialmente se mal encaixadas
  • Condições inflamatórias do corpo
  • Uso prolongado de álcool

Enquanto algumas pesquisas sugerem que possa haver uma relação entre a leucoplasia e o vírus do papiloma humano (HPV), ainda não há provas suficientes que sustentam essa conexão.

Leucoplasia pilosa

O vírus Epstein-Barr (EBV) é a principal causa de leucoplasia pilosa. Depois de contrair este vírus, ele permanece no seu corpo para sempre. Geralmente, o EBV está dormente.

Contudo, ele pode fazer com que manchas se desenvolvam em qualquer momento. Os surtos são mais comuns em pessoas com HIV ou outros problemas imunológicos.

Como a leucoplasia é diagnosticada?

Geralmente, o diagnóstico é feito pelo exame oral. Durante o exame, o seu médico pode confirmar se as manchas são leucoplasia. Você pode confundir a condição com sapinho.

O sapinho é uma infecção por fungos da boca. Essas manchas frequentemente são mais suaves do que as manchas de leucoplasia. Elas podem sangrar mais facilmente. As manchas de leucoplasia, diferentemente do sapinho, não podem ser eliminadas.

Talvez o seu médico tenha que fazer outros exames para confirmar a causa das suas manchas. Isso o ajuda a sugerir um tratamento que possa evitar o desenvolvimento de novas manchas.

Se uma mancha parecer suspeita, o seu médico fará uma biópsia. Para fazer a biópsia, ele removerá um pequeno pedaço do tecido de uma ou mais manchas.

Ele pode mandar essa amostra de tecido para um patologista para obter um diagnóstico, com o objetivo de checar se há células pré-cancerosas ou cancerosas.

Quais são as opções de tratamento?

A maior parte das manchas melhora por conta própria e não precisa de nenhum tratamento. É importante evitar qualquer coisa que possa ter desencadeado a sua leucoplasia, como o uso do tabaco. Se a sua condição estiver relacionada a uma irritação devido a um problema dentário, talvez o seu dentista consiga resolvê-lo.

Se o resultado da biópsia for positivo para o câncer de boca, a mancha deve ser removida imediatamente. Isso pode ajudar a evitar que as células cancerosas espalhem-se.

As manchas podem ser removidas com laserterapia, um bisturi ou um procedimento de congelamento.

Não é provável que a leucoplasia resulte em câncer de boca e geralmente não é preciso nem a remoção da mesma. Talvez o seu médico prescreva medicações antivirais para ajudar a impedir que as manchas cresçam. As pomadas tópicas contendo ácido retinóico também podem ser usadas para reduzir o tamanho das manchas.

Como evitar?

Muitos casos de leucoplasia podem ser evitados com mudanças no estilo de vida:

  • Parar de fumar ou de mastigar tabaco
  • Reduzir o consumo de álcool
  • Comer alimentos ricos em antioxidantes, como espinafre e cenoura. Antioxidantes podem ajudar a desativar irritantes que causam as manchas

Entre em contato com o seu médico imediatamente se você achar que está com leucoplasia. Ele pode ajudá-lo a evitar que as manchas piorem.

As consultas de acompanhamento são cruciais. Depois de desenvolver a leucoplasia, você tem um maior risco de desenvolvê-la novamente no futuro.

Qual é o panorama em longo prazo?

Na maior parte dos casos, a leucoplasia não apresenta risco de vida. As manchas não causam danos permanentes a sua boca. Geralmente, as lesões melhoram por conta própria dentro de algumas semanas após a fonte da irritação ter sido removida.

Contudo, se a sua mancha for particularmente dolorosa ou tiver uma aparência suspeita, o seu dentista poderá passar alguns exames para eliminar:

  • Câncer de boca
  • HIV
  • AIDS

Um histórico de leucoplasia pode aumentar o seu risco de câncer oral, então, converse com o seu médico se você tiver notado manchas irregulares na sua boca.  O câncer oral pode se formar junto com a leucoplasia.

Fonte: Health Line

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já