Linfoma nas mulheres

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Linfoma nas mulheres

O que é linfoma?

Linfoma é um câncer que começa no sistema linfático, uma série de nódulos e vasos sanguíneos que são uma parte importante do seu sistema imunológico.

O sistema imunológico desempenha um papel fundamental na luta contra bactérias ou infecções e na destruição de células anormais.

O linfoma geralmente começa nos linfonodos. Em alguns casos, começa em outros lugares que têm tecido linfático. Esses incluem:

  • Baço
  • Medula óssea
  • Timo
  • Trato digestivo
  • Amígdalas

O linfoma nas mulheres também pode começar em órgãos no trato genital feminino, mas isso é raro. Apenas 1,5% dos linfomas não Hodgkin fora do tecido linfático começa no trato genital feminino.

Os órgãos reprodutores femininos que podem ser afetados incluem:

  • Vulva
  • Vagina
  • Colo do útero
  • Útero
  • Ovários
  • Trompas de falópio

 

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já

Principais tipos de linfoma

Linfoma de Hodgkin:

  • Começa mais frequentemente nos linfonodos na parte superior do corpo, especialmente na axila, pescoço e peito.
  • Geralmente se espalha apenas para outros linfonodos através do sistema linfático.
  • Se for avançado, ocasionalmente se espalha para outras partes do corpo através da corrente sanguínea.

Linfoma não Hodgkin:

  • Possui muitos subtipos diferentes
  • Principalmente afeta adultos, mas também pode ocorrer em crianças
  • É o tipo de linfoma nas mulheres que ocorre em órgãos femininos

Quais são os sintomas de linfoma nas mulheres?

Sintomas comuns de linfoma nas mulheres, incluem nódulos linfáticos inchados no pescoço ou nas axilas, fadiga, febre e perda de peso inexplicável.

Contudo, o linfoma pode causar sintomas adicionais, especialmente quando começa nos órgãos reprodutores femininos. Frequentemente, esses sintomas não são percebidos tendo em vista que podem ser causados por uma série de condições além do linfoma.

Sintomas do linfoma genital feminino

Massa pélvica

O linfoma crescendo em qualquer um dos órgãos no trato genital feminino pode parecer com uma massa na sua pélvis. Conforme o tumor cresce, você pode conseguir tocar e até mesmo ver a massa.

Sangramento uterino anormal

Sangramento anormal, como uma mudança significativa no padrão do seu sangramento menstrual ou recomeçar a sangrar após ter passado pela menopausa. Isso pode ser um sintoma de linfoma no seu útero ou cérvix.

Dor ou pressão pélvica ou abdominal anormal

Uma massa, como um linfoma, que está crescendo em um órgão na sua pélvis pode causar dor ou pressão. Dependendo da localização do linfoma nas mulheres, a sensação pode ser sentida em diferentes partes do abdômen ou pélvis.

A dor pode ser causada pelo linfoma que está pressionando, invadindo nervos ou outras estruturas. Outras causas da dor incluem os espasmos nos músculos dos órgãos pressionados pelo tumor ou irritação de outros tecidos devido ao crescimento do tumor.

Dor durante o sexo (dispareunia)

Quando uma massa, como o linfoma, se forma no órgão feminino, o sexo pode ser doloroso. Se você está experienciando isso, converse com o seu médico.

Geralmente, quando o linfoma nas mulheres começa no órgão feminino, os sintomas clássicos não estão presentes. Apenas cerca de 17% das mulheres com linfoma não Hodgkin no seu trato genital têm os sintomas clássicos.

Uma dica para saber se os sintomas são causados pelo linfoma é a persistência deles. Em condições menos sérias, como um resfriado, os sintomas melhoram com o passar do tempo.

Sintomas clássicos de linfoma

Os sintomas clássicos ocorrem tanto em homens quanto em mulheres:

Linfonodos aumentados (linfadenopatia)

Esse é o sintoma mais comum do linfoma.

Os linfonodos ou gânglios linfáticos são pequenas estruturas no seu corpo importantes para lutar contra infecções e filtrar células anormais ou desgastadas.

Você tem centenas deles no seu corpo, mas aqueles que são mais notáveis estão:

  • Na sua axila (axilar)
  • Sob o seu maxilar (submental)
  • Nas laterais do seu pescoço (cervical)
  • Na sua virilha (inguinal)

Eles também são encontrados no seu peito (mediastinal), abdômen (mesentérico) e pélvis (ilíaco).

Você pode, às vezes, sentir os seus linfonodos. Eles são normalmente pequenos e não são macios.

O linfoma também faz seus gânglios linfáticos incharem, mas eles geralmente não são sensíveis. Eles quase nunca são tão dolorosos quanto são com uma infecção.

Os gânglios linfáticos inguinais inchados podem ser um sintoma de linfoma nos órgãos reprodutivos femininos.

Febre

Uma febre que dura apenas alguns dias muito provavelmente não é causada por um linfoma. Mais frequentemente, é causada por uma infecção viral ou bacteriana.

É mais provável que uma febre que dura, seja continuamente ou intermitentemente, seja um sintoma de uma condição séria como o linfoma, especialmente se você não tiver outros sintomas de infecção. A febre causada pelo linfoma geralmente não é alta.

Fadiga

Esse sintoma é comum em muitas condições, incluindo a maior parte dos cânceres. É normal ficar cansado por alguns dias devido à falta de sono ou esforço excessivo. A fadiga inexplicada que persiste deve ser avaliada pelo seu médico.

Suores noturnos

O linfoma pode fazer com que você sue à noite. Você pode suar tanto que você acorda repentinamente e encontra as suas roupas e lençóis encharcados de suor. Talvez, você tenha que trocá-los antes de voltar a dormir.

Não é tão comum, mas esse suor excessivo pode ocorrer durante o dia também, se você tiver linfoma. A não ser que os suores noturnos possam ser explicados por coisas como menopausa ou gripe, eles devem ser avaliados pelo seu médico.

Perda de peso inexplicada

Perder peso repentinamente quando você não está tentando pode ser um sintoma do linfoma. Também é um sintoma de várias outras condições, incluindo outros tipos de câncer. Toda vez que você tiver uma perda de peso inexplicável e significativa, consulte o seu médico.

O que você deve fazer se tiver sintomas de linfoma?

Se você tem sintomas que você acha que podem estar sendo causados por linfoma, procure o seu médico. É mais provável que esses sintomas estejam ocorrendo devido a uma condição mais comum, menos séria e que vai embora com o passar do tempo.

Mas, de qualquer jeito, é importante procurar o seu médico. Se você realmente tiver linfoma, você precisa receber o diagnóstico e começar o tratamento o mais cedo possível. Quanto mais cedo você for tratada, melhor o resultado provavelmente será.

O seu médico fará perguntas sobre os seus sintomas, como:

  • Quando eles acontecem?
  • Por quanto tempo você tem sentido?
  • O que faz eles melhorarem ou piorarem?
  • Quão graves eles são?
  • Eles vêm e vão embora? Ou eles são persistentes?

O seu médico irá examiná-la, procurando por linfonodos aumentados e outros sinais de linfoma.

Se o seu médico suspeitar de linfoma ou de outra condição séria, o seu médico poderá pedir exames imagiológicos, como raio-x ou tomografia computadorizada. Esses exames mostrarão linfonodos aumentados e outras indicações de linfoma.

O diagnóstico do linfoma é feito a partir de uma biópsia, em que um pequeno pedaço do linfonodo afetado ou do tecido afetado é removido. Então, o tecido é observado no microscópio para ver se há a presença de linfoma.

Fonte: Health Line

>> Não tem Plano de Saúde? Conheça o Cartão Doutor Já