Meu Bebê Ainda Não Aprendeu a Andar, Devo Me Preocupar?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Meu Bebê Ainda Não Aprendeu a Andar, Devo Me Preocupar?

 

Visão geral

O seu bebê irá alcançar muitos marcos de desenvolvimento durante o primeiro ano de vida. Estes incluem aprender a segurar a mamadeira, rolar, rastejar, sentar-se e, eventualmente, andar sem ajuda.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Se você tiver lido livros sobre o desenvolvimento infantil, ou se já tiver outro filho, você deve estar esperando que o seu filho dê os primeiros passos em algum dia entre os 10 e 11 meses de idade. Então, se com 1 ano e 2 meses ele ainda não estiver andando, você pode ficar preocupado.

É importante lembrar que os bebês se desenvolvem e alcançam marcos com idades diferentes. O fato do seu bebê não estar andando com 14 meses não indica necessariamente um problema.

 

Você deve se preocupar se ele não estiver andando?

Se o seu bebê ainda não estiver andando com 14 meses, as suas preocupações são compreensíveis. Você quer que o seu filho alcance marcos e não quer que ele fique atrás das outras crianças da mesma idade. Mas um bebê não conseguir andar aos 14 meses, geralmente, não indica um problema.  Enquanto alguns bebês já andam antes dos 12 meses, outros não conseguem até os 16 ou 17.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Para determinar se a inabilidade de andar do seu bebê é um problema, considere o quadro geral. Por exemplo, apesar do seu bebê não conseguir andar aos 14 meses, você pode notar que ele é capaz de desempenhar outras habilidades motoras sem nenhum problema, como ficar de pé sozinho, puxar móveis e se balançar para cima e para baixo.

Há sinais de que as habilidades motoras do seu bebê estão se desenvolvendo. Sendo assim, você pode presenciar os primeiros passos dele logo.  Continue a monitorar o progresso do seu bebê. Se ele não estiver andando com 1 ano e meio, converse com o seu médico.

Você também deve conversar com o seu médico se estiver sentindo que as habilidades motoras do seu bebê não estão se desenvolvendo adequadamente. Este pode ser o caso se o seu filho de 14 meses não puder ficar de pé, levantar ou se balançar.

Também é importante perceber que alguns bebês prematuros começam a andar depois das crianças da mesma idade.  Se o seu bebê nasceu prematuramente, não entre em pânico imediatamente sobre a incapacidade dele de andar. Use a idade ajustada do seu filho ao acompanhar os marcos do desenvolvimento. A idade ajustada é baseada na data do parto planejada (9 meses de gestação).

Se o seu bebê tem 14 meses de idade, mas você deu à luz três meses antes, a idade ajustada dele é de 11 meses. Nesse caso, o bebê pode demorar de dois a três meses para aprender a se equilibrar e andar, o que é normal. Não se preocupe. É bem provável que ele se recupere.

 

Como os bebês aprendem a andar?

Os bebês aprendem a andar gradualmente à medida que se tornam maiores e os músculos das pernas ficam mais fortes. Por causa dos músculos fracos, as pernas de um recém-nascido não conseguem suportar seu peso. Normalmente, os bebês começam a engatinhar por volta dos 7 meses. Mais ou menos com essa idade, eles também começam a se balançar para cima e para baixo enquanto permanecem de pé. Esse movimento ajuda a fortalecer os músculos das pernas dos bebês, preparando-os para dar os primeiros passos.

Perto dos 8 a 9 meses, o seu bebê talvez comece a puxar/empurrar objetos, como cadeiras e mesas. Alguns bebês até mesmo ficam levantando e abaixando os pés enquanto se agarram a um objeto, como se estivessem prestes a andar.

Andar envolve equilíbrio e confiança. O bebê não apenas aprende a se levantar sozinho, mas também há o desafio de aprender a coordenar os passos sem cair. Isso leva tempo.

Tendo em vista que os bebês desenvolvem força nas pernas em idades diferentes, é normal alguns bebês andarem antes dos outros. Alguns dão seus primeiros passos em 9 ou 10 meses.

 

Como ajudar o seu bebê a andar

Alguns bebês que não começaram a andar aos 14 meses simplesmente precisam de mais prática. Para ajudá-los a dar os primeiros passos, os pais e os cuidadores podem ficar no chão e segurar as mãos deles enquanto estão em pé. Lentamente guie-os pelo chão. Este exercício ensina os bebês a levantar as pernas e a se mover ao longo da sala. Além de ajudar a desenvolver músculos mais fortes para as pernas, melhora o equilíbrio.

Como pai, você pode ter um desejo natural de segurar ou carregar o seu bebê enquanto estiver em casa. Entretanto, quanto mais tempo o bebê passar no chão, mais oportunidades ele tem de se tornar móvel e andar de forma independente. Deixe-o pular, engatinhar e se levantar com a maior frequência possível.

Os andadores são frequentemente usados como uma ferramenta de ensino para os bebês aprenderem a andar. Mas esta não é uma escolha segura. Surpreendentemente, os andadores podem atrasar os primeiros passos dos bebês. Alguns até mesmo se machucam por causa disso. Você pode pensar em usar um brinquedo estimulante, mas deve sempre supervisionar o seu bebê para garantir que ele não tombe.

Alguns pais também acham que colocar sapatos nos pés do bebê pode ajudá-los a andar mais rápido. A verdade é que os sapatos muitas vezes dificultam esse processo. Sapatos são recomendados para caminhadas ao ar livre, mas muitos bebês aprendem a andar mais rápido quando estão descalços dentro de casa.

Ao ajudar o seu bebê a aprender a andar, certifique-se de criar um ambiente seguro dentro de casa. Isso inclui a remoção de tapetes que podem atrapalhar e causar ferimentos. Você também pode instalar portas de segurança perto de escadas e remover mesas ou prateleiras com quinas afiadas.

 

Quando procurar um médico

Embora você não deva entrar em pânico se seu bebê estiver demorando a andar, não há mal algum em conversar com o pediatra se o seu filho não estiver andando até os 18 meses ou menos (e se você suspeitar de algum problema). Às vezes, essa demora é causada por um problema nos pés ou nas pernas, como displasia do quadril no desenvolvimento, raquitismo (amolecimento ou enfraquecimento dos ossos) ou condições que afetam o tônus muscular, como a paralisia cerebral e a distrofia muscular. Verifique com o seu médico se o seu bebê parece mancar ou se as pernas parecem fracas ou desiguais.

Lembre-se de que não há duas crianças iguais, por isso, não compare o progresso do seu bebê com o de outras crianças ou fique excessivamente ansioso se o seu bebê não andar até os 14 meses. Quando se trata de andar, algumas crianças demoram mais a aprender – mas não ficam muito atrás.

Fonte: Healthline

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!