O que aumenta as chances de ter câncer de próstata?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
O que aumenta as chances de ter câncer de próstata?

Fatores de risco

Um fator de risco é qualquer coisa que aumente a sua chance de ter uma doença, como o câncer. Tipos de cânceres diferentes têm fatores de risco diferentes. Alguns fatores de risco, como o tabagismo, podem ser mudados. Outros fatores, tais como a idade da pessoa e o seu histórico familiar, não podem ser mudados.

Mas ter um fator de risco, ou até mesmo vários, não significa que você terá a doença. Muitas pessoas com um ou mais fatores de risco nunca terão câncer. Muitos pesquisadores descobriram uma série de fatores que podem afetar o risco dos homens desenvolverem câncer de próstata.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

Qualquer um

O câncer de próstata se comporta de maneiras diferentes em cada pessoa, mas pode atingir qualquer um. O ator Robert DeNiro (do filme O Poderoso Chefão parte II) e o cantor Martinho da Vila foram diagnosticados com a doença e estão recuperados.

 

1- Idade

O câncer de próstata é raro em homens com menos de 40 anos, mas a possibilidade de ter câncer de próstata cresce rapidamente após os 50 anos de idade. Cerca de 6 em cada 10 casos de câncer de próstata são encontrados em homens com mais de 65 anos de idade.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

 

2- Raça/etnia

O câncer de próstata ocorre mais frequentemente em homens afro-americanos e homens caribenhos de ascendência africana que em homens de outras raças. Os homens afro-americanos também são duas vezes mais propensos a morrer de câncer de próstata do que os homens brancos. O câncer de próstata ocorre com menos frequência em homens asiáticos e latinos. As razões para essas diferenças raciais e étnicas ainda não foram esclarecidas.

 

3- Histórico familiar

O câncer de próstata parece ser comum em algumas famílias, o que sugere, que, em alguns casos,  ele pode ser um fator herdado ou genético. (Mesmo assim, a maior parte dos cânceres de próstata ocorre em homens que não possuem um histórico familiar da doença.)

Ter um pai ou irmão com câncer de próstata mais que dobra o risco de um homem de desenvolver essa doença. O risco é muito maior para os homens que têm vários parentes que eram jovens quando o câncer foi descoberto.

 

4- Mudanças genéticas

Várias alterações genéticas hereditárias (mutações) parecem aumentar o risco de câncer de próstata. Porém, elas representam apenas uma pequena porcentagem dos casos.

 

Fatores com um efeito menos claro no risco de câncer de próstata

5- Dieta

O papel exatamente desempenhado pela dieta no câncer de próstata não é claro, mas muitos fatores vêm sendo estudados.

Os homens que comem muita carne vermelha ou laticínios gordurosos têm mais chance de ter câncer de próstata. Esses homens tendem, também, a comer poucas frutas e vegetais. Os médicos não têm certeza de qual desses fatores é responsável por aumentar o risco.

Alguns estudos sugeriram que os homens que consomem muito cálcio (por meio de alimentos ou suplementos) podem ter um risco maior de desenvolver câncer de próstata. Entretanto, a maior parte dos estudos não descobriu uma ligação entre os níveis de cálcio encontrados em uma dieta comum. Além disso, é importante notar que o cálcio tem outros importantes benefícios para a saúde.

 

6- Obesidade

Alguns estudos descobriram que homens obesos têm um menor risco de desenvolver a doença na forma de grau mais baixo (ou seja, menos perigosa). Contudo, possuem um risco maior de contrair câncer de próstata avançado e sofrerem fatalidades. As razões para isso ainda não são claras.

 

7- Tabagismo

Algumas pesquisas estabeleceram uma relação entre fumar e um possível aumento no risco de morrer devido ao câncer de próstata, mas essa descoberta precisa ser confirmada por outros estudos.

 

8- Inflamação da próstata

Alguns estudos sugeriram que prostatite (a inflamação da glândula prostática) pode estar ligada a um aumento no risco de câncer de próstata. A inflamação é frequentemente vista em amostras do tecido prostático que também contém câncer.

 

9- Vasectomia

Alguns estudos sugeriram que homens que fizeram vasectomia têm um risco levemente aumentado de câncer de próstata. Pesquisas acerca dessa possível ligação ainda estão sendo feitas.

 

Conclusão

Se você foi diagnosticado ou está com algum dos sintomas é importante ir ao médico e, dependendo das orientações, retornar frequentemente.

De acordo com o Zero Cancer, a atividade física é importante tanto para combater a o câncer de próstata quanto para prevenir a recorrência. Além disso, praticar exercícios pode ser importante para alcançar o peso ideal, manter a força muscular e óssea e ajudar nos possíveis efeitos colaterais do tratamento do câncer de próstata.

 

Fonte: Cancer.org