O que é a doença celíaca?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
O que é a doença celíaca?

Do que se trata a doença celíaca?

Muitas pessoas seguem uma dieta sem glúten. Mas para as pessoas com doença celíaca, isso é uma necessidade.

A doença celíaca se trata de um transtorno autoimune que é desencadeado quando a pessoa ingere glúten. O glúten é uma proteína encontrada em trigo, cevada, centeio e outros grãos. É a proteína que torna a massa elástica e dá ao pão sua textura mastigável.

Mas quando uma pessoa com doença celíaca come alguma coisa com glúten, o seu corpo reage de forma exagerada à proteína e danifica suas vilosidades, que são projeções semelhantes a dedos muito pequenos encontradas ao longo da parede do intestino delgado.

Quando as vilosidades são danificadas, o intestino delgado não consegue absorver adequadamente os nutrientes dos alimentos. Um dia, isso pode levar à subnutrição, assim como perda da densidade óssea, aborto espontâneo, infertilidade e até mesmo ao começo de doenças neurológicas, ou certos cânceres.

Não tem plano de saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já

Sintomas da doença celíaca

A doença celíaca não é a mesma coisa que alergia alimentar, então, os sintomas são diferentes.

Se você for alérgico a trigo, você poderá ficar com os olhos coçando ou lacrimejantes ou poderá ter dificuldade em respirar se estiver comendo algo que contenha trigo.

Mas se você tem doença celíaca e acidentalmente comer algo que contenha glúten, você pode ter problemas intestinais (como diarreia, gases ou constipação) ou qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Dor abdominal
  • Náusea
  • Anemia
  • Erupção cutânea (bolhas)  que coça (os médicos chamam isso de dermatite herpetiforme)
  • Perda de densidade óssea
  • Dores de cabeça ou fadiga geral
  • Dor óssea ou nas articulações
  • Úlceras na boca
  • Perda de peso
  • Azia

Nas crianças, os problemas intestinais são muito mais comuns do que nos adultos. Esses sintomas incluem:

  • Náusea ou vômito
  • Distensão abdominal ou inchaço na barriga
  • Diarreia
  • Prisão de ventre
  • Fezes claras e fétidas (esteatorreia)
  • Perda de peso

Nem todas as pessoas com doença celíaca terão esses sintomas. E algumas pessoas não têm nenhum problema, o que torna o diagnóstico mais difícil.

Diagnóstico

A maior parte das pessoas com doença celíaca não sabe que tem essa condição.O dano ao intestino é muito lento e os sintomas são tão variados que pode levar anos até que a pessoa consiga ser diagnosticada.

Os médicos usam dois exames de sangue para ajudar a determinar se você tem ou não a doença.

  • Exames sorológicos que procuram certos anticorpos
  • Testes genéticos para procurar antígenos leucocitários humanos com o objetivo de descartar a doença celíaca

Se você já está em uma dieta sem glúten, você precisará parar por um tempo antes de fazer o exame de anticorpos para que os resultados sejam precisos.

Se o exame de sangue mostrar que talvez você tenha a doença celíaca, você provavelmente precisará fazer uma endoscopia. Esse é um procedimento no qual o seu médico pode olhar para o seu intestino delgado e tirar um pequeno pedaço do tecido para ver se está danificado.

Tratamento

Não há remédios que vão curar a doença celíaca. Você precisará seguir uma dieta rigorosa sem glúten. Além de precisar ficar longe de pão, bolo e outros produtos de panificação, você também terá que evitar cerveja, macarrão, cereais e até mesmo algumas pastas de dente e medicamentos, e outros produtos que contêm glúten.

Se você tiver uma deficiência nutricional grave, talvez o seu médico faça você tomar vitaminas e suplementos minerais sem glúten e prescrever alguma medicação para as erupções cutâneas.

Após você seguir uma dieta sem glúten por algumas semanas, você deve começar a se sentir melhor, já que o seu intestino delgado começa a sarar.

Quem está em risco?

A doença celíaca tende a correr em famílias, tendo em vista que é um transtorno genético. Mas possuir os genes da doença celíaca não significa automaticamente que você desenvolverá a doença.

Às vezes, um evento estressante, como uma infecção viral, cirurgia ou algum trauma emocional, pode desencadear isso. Essa condição também pode se desenvolver após a gravidez. Claro, você precisaria estar comendo alimentos com glúten para qualquer dano ser feito.

A doença é mais comum entre caucasianos e pessoas que têm outra doença, como síndrome de Down, diabetes tipo 1, síndrome de Turner (uma condição em que uma mulher não tem um cromossomo X), doença de Addison ou artrite reumatoide.

Fonte: WebMD

Não tem plano de saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já