Você sabe descrever o que é pele ruborizada?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Você sabe descrever o que é pele ruborizada?

Visão geral sobre a pele ruborizada 

A pele ruborizada ou corada descreve a sensação de calor e rápido avermelhamento do pescoço, parte superior do tórax ou rosto. Manchas vermelhas são frequentemente visíveis quando se ruboriza.

O rubor ocorre como um resultado do aumento do fluxo sanguíneo. Sempre que há mais fluxo sanguíneo para uma área da pele (como as suas bochechas), os vasos sanguíneos expandem-se para compensar. Essa expansão que dá o efeito “corado”.

A pele ruborizada é uma resposta física comum à ansiedade, estresse, vergonha, raiva ou outro estado emocional extremo. A pele ruborizada é mais uma preocupação social do que uma preocupação médica.

Contudo, o rubor pode estar ligado a uma condição médica subjacente, como a Síndrome de Cushing ou como a overdose de niacina. Certifique-se de checar com o seu médico se a sua pele fica corada ou ruborizada recorrentemente. 

Está com alguma dúvida? Pergunte aos nossos especialistas e veja algumas respostas que já temos!

Condições que causam rubor na pele

Muitas condições diferentes podem causar rubor na pele. Aqui está uma lista de 13 causas possíveis. 

Menopausa

  • Ocorre quando a produção de hormônios no ovário diminui e os períodos menstruais param permanentemente.
  • Os sintomas que as mulheres sentem são principalmente relacionados à produção mais baixa dos hormônios do sexo feminino – estrogênio e progesterona.
  • Os sintomas da menopausa podem incluir ondas de calor, secura vaginal e dor durante a relação sexual, insônia ou problemas de sono, micção frequente ou incontinência urinária, diminuição da libido, depressão e alterações de humor e atrofia vaginal.
  • Os sintomas da menopausa podem durar por meses ou anos dependendo da pessoa.

Rosácea

A rosácea é uma condição da pele que pode produzir inchaço, vermelhidão e feridas semelhantes à acne.

  • Essa condição crônica da pele passa por ciclos de desaparecimento e recaída.
  • As recaídas podem ser provocadas por comidas apimentadas, bebidas alcoólicas, luz do sol, estresse e pela bactéria intestinal Helicobacter pylori. 
  • Quatro subtipos de rosácea englobam uma grande variedade de sintomas.
  • Sintomas comuns incluem o rubor facial, inchaços vermelhos, vermelhidão facial, ressecamento da pele e sensibilidade da pele.

Eritema infeccioso (Quinta Doença)

  • Os sintomas incluem fadiga, febre baixa, dor de garganta, nariz escorrendo, diarreia e náusea.
  • As crianças são mais propensas que os adultos a ter uma erupção cutânea.
  • Geralmente, a erupção é redonda e vermelha nas bochechas.
  • A erupção com padrão de “renda” nos braços, pernas e parte superior do corpo pode ficar mais visível após um banho quente.

Agorafobia

  • Esse transtorno de ansiedade faz com que as pessoas evitem lugares e situações que podem fazê-las se sentir presas, indefesas ou constrangidas.
  • É mais comum em homens do que em mulheres.
  • Causa o medo de sair de casa por longos períodos de tempo, o medo de ficar sozinho em situações sociais e o medo de lugares que são difíceis de escapar, como um carro ou elevador.
  • Outros sintomas incluem sentimentos de medo ou pavor, náuseas, aumento da frequência cardíaca, dor no peito, tontura, tremores, sudorese, calafrios, diarreia, dormência e formigamento quando expostas a uma situação desencadeante.

Escarlatina

  • A escarlatina ocorre ao mesmo tempo ou logo após uma infecção na garganta por estreptococos.
  • Geralmente, apresenta uma erupção cutânea avermelhada por todo o corpo (menos nas mãos e pés)
  • A erupção é composta de pequenos inchaços que fazem com que pareça uma “lixa”.
  • Outro sintoma é uma língua vermelha brilhante.

Hipertireoidismo 

  • Essa condição ocorre quando a glândula tireoide produz muito hormônio da tireoide.
  • É causada por uma variedade de condições incluindo doenças autoimunes, tumores, medicações, excesso de iodo ou inflamação.
  • Os sintomas ocorrem devido a uma taxa metabólica excessivamente alta que é provocada pela grande quantidade de hormônios.
  • Os sintomas incluem frequência cardíaca acelerada, pressão arterial elevada, tremores nas mãos, baixa tolerância ao calor, diarreia, perda de peso, nervosismo, inquietação, dificuldade para dormir, cabelos finos ou quebradiços, náuseas e vômitos e irregularidades menstruais.

Pielonefrite

  • A pielonefrite é uma infecção séria localizada nas partes superiores do trato urinário incluindo os rins.
  • É tratada com antibióticos.
  • Sintomas comuns incluem febre, calafrios, dores no corpo, náuseas, vômitos e dor no abdômen, na virilha ou nas costas.
  • Urina turva ou com sangue, dor ao urinar e micção frequente também podem ocorrer.

Cefaleia em salvas 

  • Essas dores de cabeça severamente dolorosas ocorrem em conjunto ou ciclos.
  • Dor constante e profunda ou dor penetrante ocorre em um lado da cabeça, mas pode mudar de lado.
  • As cefaleias em salvas geralmente estão localizadas atrás ou ao redor do olho.
  • A dor pode se espalhar para a testa, têmporas, dentes, nariz, pescoço ou ombros do mesmo lado.
  • Uma pálpebra caída, pupila contraída, lacrimejamento excessivo, vermelhidão ocular, sensibilidade à luz, inchaço sob ou ao redor de um ou ambos os olhos, nariz escorrendo ou nariz entupido e náusea são sintomas possíveis.

Febre amarela

  • A febre amarela é uma doença viral grave, potencialmente fatal, semelhante à gripe transmitida por mosquitos.
  • É mais predominante em certas partes da África e América do Sul.
  • Pode ser prevenida através da vacinação, que pode ser necessária se você estiver viajando para uma área endêmica.
  • Os sintomas iniciais da infecção são similares aqueles do vírus da gripe, incluindo febre, calafrios, dor de cabeça, dores no corpo e perda de apetite.
  • Durante a fase tóxica da infecção, os sintomas iniciais podem desaparecer por até 24 horas e depois retornar junto a outros sintomas, como a diminuição da micção, dor abdominal, vômitos, problemas no ritmo cardíaco, convulsões, delírio e sangramento da boca, nariz e olhos.

Hiperreflexia autonômica 

Essa condição é considerada uma emergência médica. Cuidados emergenciais são necessários. 

  • Com essa condição, o seu sistema nervoso involuntariamente tem uma reação exagerada a estímulos externos ou corporais. 
  • É mais comumente vista em pessoas com lesões na medula espinhal acima da sexta vértebra torácica, ou T6.
  • Pode também afetar pessoas com esclerose múltipla, síndrome de Guillain-Barré e certas lesões cerebrais ou na cabeça.
  • Os sintomas incluem batimentos cardíacos irregulares ou acelerados, pressão alta com leituras sistólicas (superiores) frequentemente acima de 200 mmHg, sudorese profusa, rubor da pele, confusão, tontura e pupilas dilatadas.

Síndrome de Cushing

  • A síndrome de cushing ocorre devido a níveis altos do hormônio cortisol no sangue.
  • Os sintomas incluem ganho de peso, obesidade, e depósitos gordurosos, especialmente no meio, na face (dando-lhe uma forma arredondada, lua), e entre os ombros e a parte superior das costas (causando uma corcova de búfalo).
  • Estrias roxas nos seios, braços, abdômen e coxas e pele rala que machucam facilmente e cicatrizam lentamente são outros sintomas.
  • Os sintomas adicionais incluem acne, fadiga, fraqueza muscular, intolerância à glicose, aumento da sede, perda óssea, pressão alta, dores de cabeça e aumento do risco de infecção.
  • Os sintomas psicológicos incluem disfunção cognitiva, ansiedade e depressão.

Overdose de niacina

  • Niacina flush é um efeito colateral comum e inofensivo de tomar altas doses de niacina suplementar (vitamina B-3).
  • Os sintomas incluem uma vermelhidão na pele logo após tomar niacina, que pode ser acompanhada por uma sensação de coceira ou ardor.
  • A tolerância e diminuição dos sintomas podem ocorrer com o tempo.

Queimadura de sol

  • Essa é uma queimadura artificial na camada mais externa de pele.
  • Os sintomas incluem vermelhidão, dor e inchaço.
  • A pele seca e descamada ocorre geralmente após os primeiros dias de queimadura solar.
  • As queimaduras mais intensas podem ocorrer após longos períodos de exposição ao sol.

Outras causas comuns da pele ruborizada

Há muitas causas específicas do rubor facial como um estado emocional elevado ou consumir comidas picantes. Várias condições médicas também estão ligadas ao rubor da pele. Abaixo estão listadas algumas causas comuns de rubor.

Síndrome Cushing

A síndrome Cushing é o resultado de altos níveis de cortisol no corpo.

Comidas picantes

Consumir comidas picantes, como pimentas ou produtos derivados do gênero Capsicum (pimenta) de plantas, pode causar vermelhidão súbita na face ou no pescoço. Estes incluem pimenta caiena, páprica, pimenta malagueta e pimentão vermelho.

Comer esses alimentos pode aumentar a sua temperatura corporal, aumentando o fluxo sanguíneo e causando o rubor facial. O manuseio desses tipos de alimentos também pode causar vermelhidão e irritação na pele.

Gatilhos emocionais

Emoções extremas podem provocar vermelhidão na face ou rosto vermelho. Por exemplo, se você ficar profundamente envergonhado ou ansioso, o seu rosto ou pescoço pode parecer manchado.

Sentir muita raiva, estresse ou tristeza pode causar rubor na face. O choro muitas vezes pode causar manchas vermelhas no rosto e no pescoço.

Todas essas emoções também podem coincidir com um aumento agudo da pressão arterial

Quinta Doença

A Quinta Doença é causada por um vírus pode resultar em uma erupção cutânea vermelha nas bochechas, braços e pernas. É comumente disseminada entre crianças em idade escolar e geralmente resulta em sintomas leves de gripe. Uma erupção cutânea vermelha da Quinta Doença tem maior probabilidade de aparecer em crianças do que em adultos.

Outras causas

Outras causas menos comuns da pele ruborizada incluem:

  • Beber álcool, especialmente vinho tinto
  • Temperaturas altas
  • Febre
  • Tempo frio
  • Menopausa
  • Queimadura de sol
  • Infecções de pele
  • Condições inflamatórias
  • Alergias
  • Agorafobia
  • Escarlatina
  • Hipertireoidismo
  • Pielonefrite
  • Dores de cabeça em salvas
  • Febre amarela
  • Hiperreflexia autonômica

Tratando e aliviando os seus sintomas

Há muitas opções de cuidados domiciliares disponíveis para ajudá-lo a diminuir os seus episódios de pele ruborizada.

Se essas opções não evitarem ou diminuírem a frequência desses episódios, procure o seu médico imediatamente. Isso pode significar que você tenha uma condição médica subjacente causando essa vermelhidão repentina.

Opções de cuidados em casa

As opções incluem evitar gatilhos específicos, como alimentos condimentados, bebidas quentes, toxinas, luz solar intensa e frio ou calor extremos. Sair de situações de alto estresse também pode ajudar a prevenir a vermelhidão.

Se o seu rubor não diminuir, marque uma consulta com seu médico.

Quais são as consequências de não tratar a pele ruborizada?

Geralmente, o rubor não resulta em problemas médicos sérios. Contudo, em alguns casos, uma condição grave pode ser a causa subjacente do rubor. É importante conversar com o seu médico sobre todos os seus sintomas. 

Além disso, identificar os seus gatilhos pode ajudar a evitar ataques de rubor. Se o seu gatilho for emocional, o rubor pode se tornar mais prevalente se você não desenvolver habilidades de enfrentamento adequadas para ajudar a gerenciar suas emoções.

Como evitar a pele ruborizada ?

Não há um método definitivo para evitar o rubor. Contudo, você pode fazer algumas coisas para reduzir o risco desses episódios:

  • Limite a quantidade de álcool que você bebe. Algumas pessoas são mais propensas à vermelhidão e calor na pele depois de beber álcool. Nestas pessoas, uma enzima que ajuda a quebrar o álcool é inativa.
  • Limite manusear e comer alimentos picantes, especialmente aqueles derivados do gênero Capsicum (pimentas).
  • Tente evitar temperaturas extremas e luz solar excessiva.
  • Limite a sua ingestão de niacina à dose diária recomendada de 14 a 16 miligramas para adultos, a menos que o seu médico recomende outra dosagem. Consumir mais de 50 miligramas de niacina pode causar rubor.
  • Empregue habilidades de enfrentamento para regular emoções extremas, como ansiedade.

Quando ir ao médico ?

Em muitos casos, o rubor ocasional é mais um incômodo do que uma preocupação médica. Tomar medidas preventivas para tratar o seu rubor pode ser muito útil para reduzir os sintomas. 

Contudo, é importante procurar cuidados médicos imediatos se você tiver sintomas incomuns de pele ruborizada. Você também deve procurar o seu médico se tiver episódios recorrentes, tendo em vista que o rubor pode estar ligada a condições médicas graves.

Converse com o seu médico se o rubor virar um problema persistente ou se ocorre com outros sintomas, como a diarreia.

O seu médico provavelmente irá fazer um inventário de seus sintomas para determinar a causa subjacente do seu rubor. Ele pode perguntar sobre a frequência, duração, localização e contexto de seus sintomas.

Um exame e um histórico médico ajudarão a fornecer as informações necessárias para que seu médico faça um diagnóstico. Certifique-se de mencionar outros sintomas concomitantes, como a diarreia, respiração superficial ou urticária, para que seu médico possa avaliá-los.

Se o seu médico achar que seus sintomas são baseados em emoções, ele pode encaminhá-lo a um psicoterapeuta. Esses profissionais podem ensinar-lhe competências para ajudá-lo a lidar com eventos emocionais extremos e evitar o rubor.

Fonte: Health Line

Está com alguma dúvida? Pergunte aos nossos especialistas e veja algumas respostas que já temos!