Por que ando com muito sono e cansaço?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Por que ando com muito sono e cansaço?

 O que é sonolência excessiva?

Sentir sono excessivo é a sensação de cansaço ou sonolência durante o dia. Diferentemente de fadiga, que é pouca energia, sentir cansaço excessivo pode fazer você sentir desânimo, cansaço e vontade de dormir. Isso pode acabar interferindo nos estudos, trabalho, nas atividades do dia a dia e, até mesmo, nos seus relacionamentos.

Não tem plano de saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já

 

É normal sentir muito sono e cansaço?

Qualquer condição que lhe impeça de ter uma boa noite de sono pode causar sono excessivo durante o dia. É importante analisar se há outros sintomas que podem estar ligados a ficar com muito sono, como roncar ou chutar durante a noite.

Para muitas pessoas com distúrbios de sono, esses sintomas são observados pelos seus parceiros. Independentemente da causa, é importante ter a sua condição avaliada.

Cego botão cartão Doutor Já

Uma Alternativa aos Planos de Saúde

 

Formas de sono
Existe vários tipos de sono, como o monofásico, bifásico e polifásico.

Pessoas com sono polifásico podem descansar 4 a 6 vezes durante um dia. Por exemplo: um sono de cerca de 3 horas com aproximadamente três sonecas de 20 minutos ao longo do dia.
É importante dizer que a necessidade de sono de nenhuma pessoa é igual. Algumas pessoas precisam de rigorosamente 8 horas de sono para uma ficar bem. Outras pessoas porém, podem levar uma vida produtiva e saudável com 5 horas de sono por noite ou cochilos curtos durante o dia. Por isso, você deve consultar um médico ou especialista em sono para identificar a forma mais adequada ao seu organismo.
Usar aparelhos eletrônicos antes de dormir pode interromper seu padrão natural de sono.

Causas

Entenda o que pode ser o sono excessivo. Algumas causas mais comuns de ter muito sono são:

Apneia do sono

A apneia do sono é uma condição potencialmente grave em que você para de respirar repetidamente ao longo da noite. Ela também tem muitos outros sintomas, como:

  • Roncar alto e ofegar enquanto estiver dormindo
  • Dor de garganta e dor de cabeça
  • Problemas de atenção
  • Irritabilidade

A apneia do sono também pode contribuir para uma pressão arterial alta e outros problemas cardíacos, como também, diabetes tipo 2 e obesidade. Ela pode causar muito sono durante o dia, porque impede que você durma bem durante a noite.

Síndrome das pernas inquietas

A síndrome das pernas inquietas (SPI) provoca vontade de mover as pernas. A pessoa começa a sentir uma sensação latejante ou coceira nas pernas que só melhora quando ela se levanta e anda. Isso dificulta o sono de noite, resultando em muito sono no dia seguinte.

Ainda não se sabe exatamente o que causa a SPI. Há uma série de possibilidades, como, fatores genéticos, falta de ferro ou, até mesmo, problemas cerebrais.

 

Depressão

Uma mudança notável no tempo de sono é um dos sintomas mais comuns da depressão. Você pode dormir muito mais ou muito menos do que costumava fazer, se tiver depressão. Às vezes, uma mudança no sono é um sinal precoce de depressão. Para outras pessoas, mudanças nos hábitos de sono ocorrem depois que outros sinais aparecem.

A depressão tem muitas causas potenciais, incluindo níveis anormais de certos produtos químicos, problemas com as regiões do cérebro que controlam o humor ou eventos traumáticos.

Efeito colateral de medicamentos

Alguns medicamentos têm a sonolência como efeito colateral, como:

  • Alguns medicamentos que tratam a pressão arterial elevada (e a própria pressão alta dá sono)
  • Antidepressivos
  • Medicamentos que tratam a congestão nasal (como cimegripe)
  • Remédios que tratam náuseas e vômitos (como nausicalm b6 e dramin)
  • Antipsicóticos
  • Medicamentos para epilepsia
  • Remédios que tratam a ansiedade

Envelhecimento

Estudos demonstraram que as pessoas mais velhas passam mais tempo na cama, mas tem menos qualidade no sono. De acordo com o estudo, a qualidade do sono começa a piorar em adultos de meia-idade. À medida que envelhecemos, temos menos tempo nos tipos mais profundos de sono e acordamos mais no meio da noite.

Como é o tratamento da sonolência excessiva?

As opções de tratamento variam bastante, de acordo com a causa.

Apneia do sono

Um dos tratamentos mais comuns é a pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP). Esta terapia usa máscara usada sobre o nariz e a boca. Esse é atualmente o melhor tratamento disponível.

Síndrome das pernas inquietas

A SPI, às vezes, pode ser controlada por mudanças no estilo de vida. Uma massagem na perna ou um banho morno antes de dormir pode ajudar. Fazer exercícios no início do dia também pode ajudar. O seu médico pode recomendar suplementos de ferro se parecer que os seus níveis estão baixos e também pode prescrever medicamentos anticonvulsivos para controlar os sintomas.

Depressão

Pode-se tratar a depressão com uma combinação de terapia, medicamentos e mudanças de estilo de vida (por exemplo, fazer mais exercícios, beber menos álcool, seguir uma dieta saudável). Os medicamentos antidepressivos nem sempre são necessários. Se o seu médico os recomendar, eles podem ser necessários temporariamente.

 

Problemas de sono relacionados à idade

Algumas dicas que podem lhe ajudar a dormir melhor e/ou diminuir a sonolência durante o dia incluem:

  • Tirar cochilos breves e programados para evitar o cansaço
  • Dormir em um horário fixo
  • Fazer exercícios diários
  • Evitar cafeína ou álcool antes da hora de dormir
  • Parar de fumar

Relaxar antes de dormir também podem ajudar pessoas que têm problemas de sono por causa da idade. Se as mudanças de estilo de vida sozinhas não forem suficientes, fale com seu médico. Ele talvez prescreva medicamentos para dormir que podem melhorar a sua qualidade de sono.

 

Fale da sua rotina do sono

Se o seu médico não perguntar sobre sua rotina de sono, comece você mesmo o assunto, falando dos seus sintomas de sonolência diurna e discuta maneiras de superá-los. Não viva com a sensação de cansaço todos os dias. Você pode ter uma condição que é tratada com facilidade e segurança.

 

Fontes: Healthline e Medical News Today

Clique aqui e marque a sua consulta médica!