Qual o tratamento para esclerose múltipla?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Qual o tratamento para esclerose múltipla?

O que é esclerose múltipla e quais os sintomas?

A esclerose múltipla é uma doença neurológica progressiva que danifica os nervos. Os sintomas iniciais de esclerose múltipla incluem:

  • Problemas de visão
  • Formigamento e dormência
  • Dores e espasmos
  • Cansaço e fraqueza
  • Problemas de equilíbrio ou tontura
  • Problemas de bexiga
  • Falta de apetite sexual
  • Problemas de memória

Já os sintomas de esclerose múltipla avançada podem incluir:

  • Dormência e formigamento
  • Fraqueza
  • Dor muscular
  • Problemas de visão

 

Casos

Em algumas pessoas, a EM pode ser agressiva e avançar rapidamente. Em outras, ela pode ser suave e progredir num ritmo muito mais devagar, com longos períodos inativos. As atrizes da Globo Ana Beatriz Nogueira (de Caminho das Índias) e Cláudia Rodrigues (de A Diarista) sofrem com a esclerose múltipla e fazem tratamentos constantemente.

Em qualquer caso, a fisioterapia pode ser uma parte importante do tratamento. Leia mais para saber o que você pode fazer para amenizar a doença.  

 

A fisioterapia ajuda no tratamento?

É importante ressaltar que a esclerose múltipla não tem cura, mas a fisioterapia pode ajudar muito inclusive nos primeiros estágios. São feitos exercícios para fortalecer os músculos, melhorar a locomoção, equilíbrio e coordenação.

Também são trabalhados alongamentos, para evitar espasmos musculares. Além disso, pode incluir treinamentos sobre como usar apoios, como bengala, andador ou cadeira de rodas.

 

Vantagens da fisioterapia

Fazer fisioterapia é bom para:

  • Aprender a como apoiar e lidar com as mudanças do seu corpo
  • Evitar o agravamento dos sintomas
  • Desenvolver força e vigor
  • Recuperar habilidades após um surto da doença

Uma conversa com um fisioterapeuta pode ajudar você a entender como o seu corpo vai mudar conforme a doença avança. Por isso, é importante falar com um médico.

 

Fisioterapia em diferentes estágios da EM

A fisioterapia pode ajudar em vários estágios da sua condição, assim como em diferentes tipos de EM.

 

No momento do diagnóstico

No diagnóstico, é importante ir a um fisioterapeuta para uma avaliação inicial. Será analisado o que o seu corpo é capaz de fazer no momento para que depois seja comparado com as suas futuras habilidades. Você também pode conversar sobre as suas limitações físicas e entender quais níveis de exercício e atividade física são apropriados para você.

Após o exame inicial, é possível que você não precise voltar ao fisioterapeuta, a menos que você tenha um tipo agressivo da doença, que progride rapidamente.

 

O que fazer nas recaídas

Uma recaída- também chamada de surto ou agravamento- é o período em que os sintomas da esclerose múltipla são mais frequentes ou severos.

Nesse tempo, você pode ter mais dificuldades com as tarefas do dia a dia como trabalhar, cozinhar ou até tomar banho. Após um surto, você deve ir ao fisioterapeuta para retomar as sessões.

 

Para EM progressiva

Se você tem uma esclerose múltipla progressiva primária, você não tem surtos. Ao invés disso, a sua doença está em declínio gradual e constante.

Se você for diagnosticado com esse tipo da doença, peça recomendação de um fisioterapeuta ao seu médico imediatamente. É muito importante começar fisioterapia assim que puder.

 

Para EM avançada

Pessoas com EM avançada têm sintomas graves. Na maior parte dos casos, os portadores não conseguem se locomover sem ajuda. Além disso, pessoas nesse estágio estão em um maior risco de desenvolver outras condições, como osteoporose ou epilepsia.

 

Pessoas nessa condição podem se beneficiar de fisioterapia. Por exemplo, a fisioterapia pode ensinar a melhorar a postura, desenvolver força na parte superior do corpo e manter a capacidade de utilizar os auxílios de mobilidade.   

Onde fazer a fisioterapia

A fisioterapia pode ser feita em muitos lugares que incluem:

  • Sua casa
  • Um ambulatório/ clínica
  • Um centro de tratamento de EM

A fisioterapia pode ser diferente levando em consideração o local. Em alguns casos, o estágio da doença determina o local em que você deve fazer a fisioterapia. Em outros casos, você pode escolher a melhor opção para você.

 

Cuidados em casa

Nesse tratamento, um fisioterapeuta vai na sua casa para realizar a sessão. Pessoas em todos os estágios da esclerose múltipla podem ter esses cuidados em casa. Esse tipo de terapia pode ser útil para pessoas que foram diagnosticadas recentemente e estão aprendendo a lidar com as pequenas mudanças. O tratamento em casa também pode ser bom para pessoas no estágio avançado e que não são conseguem mais mais andar.

 

Fisioterapia em consultório

Ocorre em um consultório médico, consultório de fisioterapia ou centro de terapia. As pessoas que fazem fisioterapia ambulatorial vão ao local.

A fisioterapia ambulatorial pode ser uma boa escolha para pessoas que estão se recuperando de um surto ou aprendendo a lidar com as mudanças físicas.

 

Atendimento hospitalar

A maioria das pessoas que necessita de internação para fazer fisioterapia teve uma queda ou algum tipo de lesão devido à doença. Você receberá atendimento hospitalar enquanto estiver em um centro de saúde. A fisioterapia realizada em uma instituição de internação geralmente é feita em um hospital, em um centro de tratamento de esclerose múltipla, ou em uma clínica.

 

Fazendo o seu plano de tratamento

Se você tem esclerose múltipla, converse com um médico sobre o curso do tratamento. Se você quiser começar a trabalhar com um fisioterapeuta, peça uma referência ao seu médico.

A esclerose múltipla é diferente para todo mundo e algumas pessoas podem responder bem a certos exercícios, enquanto outras não. Seja honesto com o seu médico e fisioterapeuta sobre os seus sintomas e sobre como está se sentindo para que eles possam criar um programa de fisioterapia que seja certo para você.

Fonte: Healthline