Você sabe o que é reabsorção dentária?  

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Você sabe o que é reabsorção dentária?  

O que é reabsorção dentária?

A reabsorção é um termo para um tipo comum de lesão dentária ou irritação que causa a perda de uma parte ou partes do dente. A reabsorção pode afetar muitas partes do dente, incluindo: 

  • Polpa interior
  • Cemento, que cobre a raiz
  • Dentina, que é o segundo tecido mais duro sob o esmalte
  • Raiz

A condição frequentemente começa na parte de fora do dente e move-se para dentro.

Além da perda de uma parte ou partes do dente, você pode observar um inchaço na gengiva, assim como manchas escuras ou rosas no dente. Contudo, nem sempre os sintomas da reabsorção são fáceis de notar. 

A reabsorção pode levar a infecções, dentes tortos, perda de dentes e outros problemas dentários que podem causar danos permanentes aos dentes, gengiva e mandíbula. Se você suspeitar que está com esse problema, é importante consultar o seu dentista.

Está com alguma dúvida? Pergunte aos nossos especialistas e veja algumas respostas que já temos!

Quais são os tipos de reabsorção?

A reabsorção dentária é classificada como interna ou externa dependendo de onde a perda de dente ocorre. A reabsorção externa é mais fácil de ver do que a interna já que comumente ocorre na superfície externa de um dente.

Interna 

A reabsorção interna afeta a parte interna do dente. É bem menos comum que a reabsorção externa e afeta mais frequentemente os homens. Também é mais comum em pessoas que têm dentes que receberam extensa cirurgia oral, como transplante de dente. 

Muitas pessoas não sabem que têm reabsorção interna porque afeta apenas os tecidos de dentro do dente. O dentista ou higienista dental na maior parte das vezes detecta a reabsorção interna em raios-x feitos durante um exame odontológico de rotina.

Em um raio-x, o dente com reabsorção interna mostrará manchas escuras onde está faltando tecido interno. 

Externa 

A reabsorção externa é muito mais comum do que a reabsorção interna. Pode afetar qualquer parte externa do dente, da raiz ao cemento do lado de fora. 

Na parte externa do dente, a absorção externa pode parecer com buracos profundos ou lascas. A reabsorção que afeta a raiz do dente pode ser vista em raios-x como um encurtamento do comprimento das raízes e um achatamento das pontas das raízes. 

O que é reabsorção dentária normal?

A reabsorção pode causar danos de longo prazo a permanentes no dente. Mas nos dentes de leite, ou de bebês, a reabsorção é uma parte normal do processo de desenvolvimento dentário.Conforme a criança cresce, as raízes dos dentes de leite passam pela reabsorção para abrir o caminho para os dentes permanentes.

A reabsorção de dentes de leite é diferente de apodrecer, uma condição que pode acontecer quando os dentes da criança ficam revestidos de açúcar a partir de líquidos açucarados. Na maioria das vezes isso acontece quando os pais deixam seus bebês com uma mamadeira ou leite durante a noite. 

O que causa a reabsorção? 

Muitas coisas podem iniciar a reabsorção da raiz e do dente. A reabsorção externa é frequentemente causada por lesões na boca e dentes que causam inchaço e perda de ossos e tecido no dente e ao redor dele. 

Essas lesões podem ocorrer devido ao uso prolongado de aparelhos ortodônticos, como aparelhos fixos, ou dentes de moagem ou clareamento dental. 

A maior parte das reabsorções internas é causada por uma lesão física de um dente ou do inchaço do interior de um dente causado por uma cavidade (cárie) não tratada. No entanto, as causas exatas da reabsorção dentária não são bem compreendidas. 

Complicações da reabsorção 

A reabsorção pode causar uma série de complicações, incluindo:

  • Infecções
  • Dentes tortos
  • Fraqueza do dente e descoloração
  • Dentes lascados
  • Furos semelhantes a cavidades
  • Perda de dentes
  • Recessão de raízes
  • Dor

Se você não gosta da aparência dos seus dentes, talvez você deva visitar um dentista cosmético após realizar o tratamento para a reabsorção. 

Quais são os sintomas da reabsorção dentária?

A reabsorção nem sempre apresenta um conjunto claro de sintomas. Em muitos casos, uma pessoa pode não notar a reabsorção dentária por anos. No entanto, à medida que a reabsorção piora, os sintomas geralmente se desenvolvem. Eles podem ser:

  • Dor decorrente da raiz, coroa ou dentro de um dente
  • Descoloração escura ou rosada
  • Inchaço e vermelhidão das gengivas
  • Espaçamento incomum entre os dentes
  • Dentes que são frágeis e se lascam facilmente
  • Buracos cavitários nos dentes

Como as reabsorções dentárias são diagnosticadas?

Como a reabsorção dentária é diagnosticada depende de qual parte do seu dente foi afetada. 

Com a reabsorção interna, um dentista ou higienista dental pode notar manchas escuras dentro dos seus dentes que são visíveis em raios-x da boca. Se isso acontecer, ele pedirá o seu histórico odontológico para verificar lesões ou procedimentos passados que podem ter afetado o dente.

Você pode esperar um exame físico do dente feito pelo seu dentista. Isso pode envolver tocá-lo com calor e frio e fazer radiografias para entender melhor a extensão da reabsorção e qualquer outro dano que possa ter causado. 

A reabsorção externa é geralmente mais visível, então, é mais fácil de diagnosticar. O processo de diagnóstico é muito similar ao da reabsorção interna. 

Qual é o tratamento para a reabsorção dentária?

O tipo de tratamento recomendado para um caso de reabsorção dentária depende de qual parte do dente foi afetada e da extensão do dano.

O tratamento para a reabsorção dentária tem como foco a preservação das partes restantes do dente que começou a sofrer perdas. Isso geralmente envolve a remoção de partes danificadas dos dentes para evitar novas reabsorções.

  • Canal radicular
  • Coroa
  • Cirurgia de gengiva
  • Remoção de dentes (extração)

A reabsorção frequentemente afeta a aparência do dente. Algumas pessoas usam implantes ou revestimentos para substituir os dentes que foram removidos para dar um sorriso mais natural.

Fonte: Health Line

Está com alguma dúvida? Pergunte aos nossos especialistas e veja algumas respostas que já temos!