Seu corpo já fez algum barulho que te deixou com vergonha?

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Seu corpo já fez algum barulho que te deixou com vergonha?

Introdução

Se é suor excessivo, ou hemorroida, a maior parte das pessoas teve que lidar com problemas de saúde embaraçosos em algum ponto de suas vidas.

Entretanto, algumas condições não são apenas embaraçosas, podem sinalizar um problema de saúde maior.

Por exemplo, para adultos, urinar na cama à noite pode ocorrer devido a uma bexiga hiperativa, medicações tomadas por causa de insônia ou doença mental, ou problemas com a sinalização do hormônio antidiurético, que fala para os rins diminuirem a produção de urina à noite. Estudos mostram que pelo menos 2% dos adultos não conseguem controlar a sua bexiga durante a noite, de acordo com a National Association for Continence.

Alguns problemas embaraçosos podem ser solucionados, ou pelo menos, administrados. Dê uma olhada em 7 problemas de saúde que você pode evitar falar e o que pode ser feito sobre eles.

Adulto com acne

Mais mulheres adultas estão tendo espinhas, de acordo com um estudo apresentado no encontro anual da American Academy of Dermatology.

De fato, de quase 2.900 mulheres, pesquisadores descobriram que 45% delas com idade entre 21 e 30 anos tinham acne, juntamente com 26% das mulheres nos seus 30 anos e 12% delas nos seus 40.

Acne é causada quando os poros da pele ficam bloqueados com óleo e células de pele mortas.

Apesar dos dermatologistas não terem certeza do porquê das mulheres serem propensas à acne, eles dizem que pode ser devido a hormônios flutuantes durante a gravidez e menopausa, certos medicamentos tomados ou um histórico familiar de acne.

Os antibióticos tópicos prescritos, como clindamicina ou eritromicina, são frequentemente usados para tratar adultos com acne leve a moderada.

Medicamentos vendidos sem receita que contêm sulfacetamida de sódio, como Klaron, também pode ajudar.

Suor excessivo

Suor excessivo, também conhecido como hiperidrose, pode ocorrer nas pessoas mesmo quando a temperatura estiver agradável, ou quando elas estiverem descansando.

A condição afeta cerca de 3% da população estadunidense, de acordo com o  National Institutes of Health.

Especialistas acreditam que hiperidrose ocorre nas pessoas que possuem glândulas sudoríparas hiperativas e naquelas que têm outros problemas médicos, como ansiedade, doença cardíaca, menopausa ou câncer.

Além de usar remédios antitranspirantes normais, médicos frequentemente prescrevem aqueles que contêm cloreto de alumínio para tratar a transpiração excessiva.

Medicamentos anticolinérgicos, que ajudam a prevenir o estímulo das glândulas sudoríparas, também podem ser prescritos, mas esses podem ter efeitos colaterais, incluindo boca seca, tontura e problemas com a micção.

Iontoforese, um procedimento aprovado pela FDA (uma agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos), usa eletricidade para desligar temporariamente as glândulas sudoríparas. Esse procedimento envolve colocar as mãos e os pés na água enquanto uma corrente gentil de eletricidade passa por ela. Efeitos colaterais, apesar de serem noticiados raramente, incluem rachaduras na pele e bolhas.

Especialistas também descobriram que injeções de toxina botulínica tipo A (Botox) usadas para alisar as rugas faciais, podem tratar a sudação severa das axilas. Pequenas doses de Botox são injetadas para bloquear os nervos que acionam as glândulas sudoríparas.

Mas usar Botox para outras áreas do corpo que suam excessivamente, como as mãos, pode causar uma leve fraqueza, mas temporária, e dor intensa, então, converse com o seu médico antes.

Urinar durante o sexo

Homens geralmente não urinam durante o sexo porque eles têm uma válvula na bexiga que fecha.  Isso previne que o sêmen, que está passando pela uretra, suba para a bexiga e também impede a mistura da urina com o sêmen.

Mas essa válvula não existe nas mulheres, de acordo com a pesquisa.

Alguns cientistas acreditam que o vazamento que algumas mulheres sentem é, na verdade, a ejaculação feminina, enquanto outros cientistas preferem não usar esse termo, porque análises químicas do fluido produziram resultados mistos.

“É possível para as mulheres urinar durante o sexo,” disse a Dra. Elisa Ross, uma ginecologista da Cleveland Clinic. “A bexiga se senta na sua pelve, então, conforme as mulheres envelhecem, a bexiga pode se afundar um pouco, tornando possível fazer xixi um pouco durante o sexo”.

Músculos pélvicos fracos deixam a bexiga sair da posição, que pode alongar a abertura da uretra, permitindo o vazamento da urina, Ross explicou.

Ela também observou que se acredita que o controverso ponto G, um pequeno feixe de nervos encontrado profundamente na parede da vagina que contribui para os orgasmos, está localizado perto do pescoço da bexiga, o que poderia fazer com que uma mulher sinta a urgência de fazer xixi durante o sexo, especialmente se ela tem uma bexiga irritada.

“A melhor coisa a se fazer quando algo assim acontece é conversar sobre isso,” disse Bean Robinson, um psicólogo do Centro de Saúde Sexual da Universidade de Minnesota.

“Sexo é caótico de qualquer jeito, então, só esteja preparada para isso.”

Mau hálito persistente

Halitose, ou mau hálito, é frequentemente causada pelo acúmulo de bactéria na sua boca vinda de alimentos, boca seca, fumo ou doença crônica. O acúmulo causa inflamação e pode liberar um odor desagradável que cheira como enxofre.

Em muitos casos, a melhor maneira de melhorar o mau hálito é com a higiene dental adequada, de acordo com a American Dental Association (ADA).

A ADA recomenda limpezas profissionais regulares por um dentista, como também, escovar os dentes duas vezes por dia e passar fio dental diariamente. Eles também recomendam escovar a língua.

Os produtos para refrescar o hálito, tais como enxaguante bucal, mentas e chiclete, podem ajudar com o mau hálito, mas essas correções são apenas temporárias. Se você precisa constantemente mascarar o mau hálito, entre em contato com o seu dentista.

Doenças Sexualmente Transmissíveis

Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) é um grande desafio da saúde pública nos Estados Unidos. Há uma estimativa de 19 milhões de novos infectados a cada ano, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC).

Mulheres são mais propensas a adquirirem DSTs porque o revestimento da vagina é mais fino do que o do pênis, sendo mais fácil para bactérias e vírus penetrarem.

Algumas das DSTs mais comuns são clamídia, gonorréia, sífilis, HIV / AIDS e herpes genital, informa o CDC.

Embora as camisinhas geralmente forneçam a melhor proteção contra as DSTs, Ross advertiu que elas podem não proteger totalmente contra herpes genitais.

“Herpes não aparecem apenas nas genitais, mas podem aparecer na ‘área dos shorts box’, que incluem a bunda, a parte superior das coxas e a parte inferior do abdômen,” Ross disse.

Para as pessoas com herpes genitais, ela recomendou tomar uma medicação anti-herpes, como Zovirax, Valtrex ou Famvir, que pode diminuir a probabilidade de transmitir o vírus.

Tanto para homens como para mulheres, se você experimenta uma descarga ou tem qualquer ferida, você deve levar isso para a atenção do seu médico imediatamente.  

Hemorroidas

Hemorroidas são um desconfortável, mesmo assim, comum, problema de saúde que muitas pessoas têm que aguentar. Cerca de metade de todas as pessoas teve hemorroida aos 50 anos, de acordo com o National Institutes of Health.

Há hemorroidas internas, que são localizadas dentro do reto, e hemorroidas externas, que são encontradas debaixo da pele ao redor do ânus.

Sintomas geralmente incluem coceira anal, dor durante movimentos intestinais, dor anal ou dor, e sangue vermelho brilhante encontrado nas fezes, papel higiênico ou no vaso do banheiro.

Tensionar durante os movimentos intestinais, ter prisão de ventre ou ficar sentado por muito tempo são, muitas vezes, as causas.

Para sintomas leves, os médicos geralmente recomendam o uso de produtos que são vendidos sem receita, como cremes, unguentos ou supositórios, para aliviar temporariamente os sintomas.

Mas para hemorroidas dolorosas e sangrentas que persistem, os médicos recomendam um procedimento ambulatorial menor. O tratamento de borracha, por exemplo, é um procedimento em que o médico coloca uma ou duas pequenas bandas de borracha ao redor do fundo da hemorróida interna, cortando a circulação e fazendo com que a hemorróida encolha e caia dentro de uma semana.

“Peido vaginal”

“Peido vaginal”, ou a liberação de ar pela vagina, pode ser embaraçoso, mas, não é incomum quando faz-se sexo ou atividades físicas, como yoga.

“Honestamente, nós não sabemos o que fazer a respeito disso,” disse Ross. “Possivelmente, aumentando a lubrificação, ou usando um ângulo diferente durante o sexo, pode ajudar.”

Robinson sugeriu falar sobre isso com seu parceiro antes de fazer sexo.

“Sexo não é civilizado ou controlado, então, coisas físicas podem acontecer,” ela disse. Mas ela também falou que se você está confortável apenas ignorando, isso também está ok.

Fonte: Live Science

Se precisar de consultas com clínico geral, conte com a gente!