Sintomas de estresse

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Sintomas de estresse

O que é o estresse?

O estresse é a resposta do seu corpo para uma ameaça real ou percebida.  Um pouco de estresse é bom e faz com que você aja. Um exemplo seria procurar por um trabalho quando você foi demitido. Estresse elevado, entretanto, pode suprimir o seu sistema imunológico e fazer você ficar doente mais fácil, trazendo característicos sintomas de estresse.

Muito tempo com estresse também podem aumentar o seu risco de várias doenças, incluindo doenças cardíacas e câncer. De acordo com um estudo, 60 a 80% das consultas médicas podem estar relacionadas ao estresse.

 

Não tem plano de saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já

 

Doenças causadas pelo estresse

Os sintomas de estresse podem aparecer assim que o seu nível de estresse aumentar.  Esses sintomas geralmente passam quando você fica mais relaxado.

 

Sintomas de estresse

Alguns dos sintomas comumente causados pelo estresse incluem:

  • Aumento da frequência cardíaca
  • Aumento da pressão arterial
  • Respiração rápida
  • Falta de ar
  • Tensão muscular
  • Dor de cabeça
  • Enjoo
  • Tontura

Se o seu nível de estresse permanecer alto ou se você ficar estressado o tempo todo, o seu risco de ficar doente aumenta.

Cego botão cartão Doutor Já

Uma Alternativa aos Planos de Saúde

 

Febre

Um dos sintomas de estresse é a febre psicogênica. Isso significa que a febre é causada por fatores psicológicos ao invés de um vírus ou outra tipo de causa inflamatória.  O estresse crônico pode causa febre baixa e persistente entre 37 a 38°C. Outras pessoas podem ter um pico e alcançar até 41°C de febre, quando acontece algum evento emocional específico.  

Esse sintoma pode afetar qualquer um, mas é mais comum em mulheres jovens.

 

O resfriado comum

Um estudo de 2012 descobriu que pessoas que ficam estressadas por muito tempo tem mais chance de terem resfriados. Isso acontece porque o estresse piora a resposta inflamatória do seu corpo. No estudo, inflamações foram ligadas ao desenvolvimento e progressão não só de resfriado, mas de muitas doenças.

 

Problemas estomacais

O estresse faz com que o seu sistema gastrointestinal não funcione bem, afetando o seu estômago e intestino grosso.  Isso causa vários sintomas de estresse gastrointestinais, incluindo:

  • Dor abdominal
  • Enjoo
  • Indigestão
  • Diarréia
  • Prisão de ventre

O estresse agrava ainda os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII), e pode ser uma das principais causas da SII. Se você tem refluxo com azia, o estresse pode piorar os seus sintomas. Se não for bem controlada, o seu risco de úlceras pépticas aumenta. A diarreia crônica ou prisão de ventre pode levar a algumas condições, tal como hemorroida.

 

Depressão

Pesquisas ligaram o estresse à depressão.  O estresse desregula várias substâncias químicas do seu corpo, como a serotonina, dopamina e norepinefrina. Ele também eleva o seu nível de cortisol. Todos esses são ligados à depressão. Quando isso acontece, pode afetar o seu:

  • Humor
  • Sono
  • Apetite
  • Desejo sexual

 

Dores de cabeça e enxaquecas

Um dos sintomas de estresse são as dores de cabeça, de tensão e enxaquecas. Um estudo descobriu que relaxar após longos períodos de estresse pode levar a um episódio agudo de enxaqueca nas próximas 24 horas. Acredita-se que isso seja causado pelo que é conhecido como efeito de “descida”. O estudo concluiu que remédios ou mudanças de comportamento podem ajudar a prevenir dores de cabeça para quem tem enxaquecas relacionadas ao estresse.

 

Alergias e asma

O estresse também tem sido associado ao surgimento e agravamento de doenças como asma e alergias. Em resposta ao estresse, seu corpo libera histamina. Ela causa alergias. Níveis prolongados ou elevados de estresse podem piorar ou levar a uma reação alérgica.

Isso pode causar sintomas na pele, tais como uma erupção cutânea ou urticária, ou outros sintomas de alergia, como coriza e olhos lacrimejantes. O estresse também pode provocar um ataque de asma em pessoas que possuem essa condição.

 

Obesidade

O estresse desempenha um grande papel na obesidade. Estudos descobriram que níveis mais altos de cortisol por causa do estresse podem contribuir para o ganho de peso. O sono ruim por exemplo,eleva ainda mais os níveis de cortisol e causa o aumento da gordura da barriga. Também contribui para uma alimentação ruim ao aumentar o desejo por doces e carboidratos refinados.

Altos níveis de estresse também mostraram aumentar a sua probabilidade de não ter sucesso em programas de perda de peso. Obesidade é um fator de risco em várias doenças, incluindo doenças cardíacas, diabetes e câncer.

 

Doença cardíaca

Pesquisas mostraram que todos os tipos de estresse, incluindo estresse emocional, de trabalho, financeiro e eventos importantes, aumentam o risco de doença cardíaca.  O estresse aumenta a pressão arterial e colesterol, que estão diretamente ligados a doenças cardíacas. O estresse também aumenta significativamente o seu risco de morrer por causa de um ataque cardíaco.

 

Dor

O estresse pode causar dor em todas as partes do seu corpo. O estresse faz com que os músculos se tensionem, o que pode causar ou piorar as dores no pescoço, ombros e nas costas. Pesquisas mostram que o estresse também pode aumentar sua sensibilidade à dor. Pessoas com fibromialgia, artrite e outras condições frequentemente relatam um aumento na dor durante períodos de estresse.

 

Como administrar o estresse?

Aprender a como administrar o estresse pode ajudar a aliviar os seus sintomas e diminuir o seu risco de ficar doente.

Algumas coisas que comprovadamente ajudam a diminuir os níveis de estresse incluem:

  • Fazer exercícios regularmente
  • Ouvir música
  • Yoga e meditação
  • Fazer exercícios de respiração profunda
  • Reduzir as obrigações
  • Fazer carinho em um animal de estimação
  • Dormir o suficiente

Se você estiver tendo problemas em administrar o estresse, converse com um médico para obter ajuda profissional. Um conselheiro ou terapeuta pode ajudá-lo a identificar as fontes do seu estresse e ensinar estratégias de enfrentamento que podem ajudá-lo a lidar melhor com o estresse.