Tudo o que você precisa saber sobre hepatite

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Tudo o que você precisa saber sobre hepatite

O que é hepatite?

A hepatite é uma doença hepática grave que afeta milhões pessoas. A doença é caracterizada pela inflamação do fígado, causada por infecções virais. Alguns tipos de causarão desconforto e passarão. Enquanto outros, como a hepatite C crônica, podem ser fatais.

Os tipos virais, como a A,B,D e E são contraídos de diversas maneiras. Outras causas não virais estão relacionadas a exposições tóxicas e doenças autoimunes.

A hepatite C é a principal causa de câncer de fígado e também o motivo mais comum para transplantes.

O fígado é responsável por filtrar substâncias tóxicas, como células mortas, toxinas, gordura, hormônios e uma substância amarelada chamada bilirrubina (um subproduto da quebra de glóbulos vermelhos velhos) do sangue.

Como o fígado está inflamado, sensível e aumentado, ele não é mais capaz de funcionar normalmente. Por isso, as toxinas que normalmente seriam filtradas pelo fígado acumulam-se no corpo e outros nutrientes não são processados e armazenados como deveriam ser.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

Tipos de hepatite

Das causas virais, as hepatites A, B e C são mais comuns. Há mais duas outras formas dessa condição, conhecidas como D e E.

A hepatite C é a mais séria dos tipos virais mais comuns. O vírus, apesar de progredir lentamente, em última instância, causa danos devastadores ao fígado.

Além disso, tanto o tipo A como o tipo B podem ser perigosas. O vírus da hepatite A pode causar a doença hepática aguda, mas pode melhorar dentro de alguns meses. Ela pode causar febre alta e é mais grave em adultos do que em crianças.

O vírus da hepatite B apresenta um índice de 85% de recuperação, enquanto os outros 15% desenvolvem cirrose ou câncer de fígado.

Já dos tipos mais raros, a hepatite D pode aparecer junto com a do tipo B, formando uma combinação fatal. A hepatite E parece colocar as mulheres grávidas em um risco maior.

A hepatite tóxica não é causada por vírus, mas ocorre como um resultado da exposição a toxinas, como o álcool e drogas. Já a autoimune ocorre quando o sistema imunológico do corpo não funciona corretamente e ataca o próprio fígado sem a presença de um vírus.

Como a hepatite é transmitida?

A hepatite A geralmente se espalha de pessoa para pessoa ou por ingerir alimentos ou água que estão contaminados com  o vírus. Em alguns casos, mariscos crus de águas poluídas também podem espalhar a doença.

Geralmente, as hepatites B e C espalham-se através de sangue ou outros fluidos corporais infectados.

Os médicos, dentistas, enfermeiros, assim como a equipe e pacientes em bancos de sangue, clínicas de diálise e laboratórios de patologia estão em um maior risco de desenvolver esses tipos devido a uma acidental exposição a sangue.  

Os usuários de drogas que compartilham agulhas estão em um maior risco de contrair as dos tipos B e C, assim como as pessoas que fazem sexo sem proteção com uma pessoa infectada.

Sinais e sintomas

Se você contrair hepatite, a condição pode se apresentar de uma forma semelhante a uma gripe desagradável. Os sintomas comuns incluem:

  • Febre
  • Fraqueza
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor de cabeça
  • Perda de apetite
  • Dores musculares
  • Dores articulares
  • Sonolência

Você também deve ficar atento a outros sinais de alerta que incluem urina escura, fezes claras, desconforto abdominal e icterícia, amarelamento da parte branca dos olhos ou da pele devido a um acúmulo de bilirrubina.

Se você tiver hepatite, um exame de sangue simples mostrará os níveis elevados das enzimas hepáticas. Exames de sangue adicionais podem ajudar a identificar o tipo de vírus se ela for viral.

O que fazer em relação à hepatite?

Se você tem hepatite A ou B, na maior parte dos vezes, você ficará bem com os cuidados médicos e com o tratamento de suporte.

A do tipo C e outros tipos crônicos provavelmente afetarão a sua vida de forma mais profunda, mas você pode fazer várias coisas para administrar a condição e mantê-la sob controle.

Se alguém na sua casa tem a doença, também é importante tomar as devidas precauções para evitar que a condição se espalhe.

No caso da hepatite A, lavar as mãos é extremamente importante. Para as dos tipos B e C, os devidos cuidados devem ser seguidos para evitar o contato com o sangue do indivíduo infectado, até mesmo as quantidades microscópicas que se escondem em escovas de dentes e lâminas de barbear, por isso nunca compartilhe esses itens.

Como evitar?

Há vacinas disponíveis a A e B para indivíduos em risco, como os profissionais da área da saúde.

Para a hepatite A, a vacinação para os pacientes em risco de exposição ou que foram expostas pode prevenir a transmissão da doença.

As pessoas que vivem com alguém que tenha hepatite B, têm relações sexuais, mãe com hepatite B ou são profissionais da área da saúde, devem ser vacinadas. Já que não tem vacina para hepatite C, as pessoas precisam estar cientes de que evitar o contato sangue a sangue com indivíduos infectados é fundamental.

O melhor a se fazer é tomar todas as precauções para evitar a doença. Isso inclui evitar contato sexual ou sanguíneo com alguém que possa estar infectado e conversar sobre as suas preocupações com o seu médico se você sentir que possa estar em risco.

Fonte: Every Day Health

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!