Tudo o que você precisa saber sobre vacinas anti-alérgicas

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Tudo o que você precisa saber sobre vacinas anti-alérgicas

O que são vacinas anti-alérgicas?

Também conhecidas como imunoterapia com alérgenos, as vacinas anti-alérgicas consistem em uma série de tratamentos com o objetivo de proporcionar alívio a alergias graves.

6 alergias recomendadas para vacinas anti-alérgicas

  1. Ácaros
  2. Penas
  3. Mofo
  4. Pelos de animais
  5. Pólen
  6. Insetos pungentes

Quando tomadas nas doses recomendadas, podem promover um alívio significativo nos sintomas da alergia. Ao mesmo tempo, essa opção de tratamento requer um compromisso de longa duração para que funcione adequadamente.

Converse com seu médico sobre todos os requisitos para esse tratamento e se é uma boa opção para você.

Não tem Plano de Saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já!

Quem é um bom candidato para essas vacinas?

Você precisa ser capaz de dedicar tempo a este método de tratamento. Ele requer vacinações frequentes no consultório do seu médico. E podem ser usadas para pessoas que têm:

  1. Asma alérgica
  2. Rinite alérgica
  3. Alergias oculares, ou conjuntivite recorrente
  4. Alergias a insetos, particularmente abelhas e outros insetos pungentes

Você pode ser um bom candidato se tem sintomas de alergia durante todo o ano e não quer tomar medicações por um longo período de tempo. Esse método de tratamento tende a funcionar melhor em pessoas que são sensíveis a alérgenos inalados e venenos de insetos.

Vacinas para alergia são usadas apenas em pessoas que possuem, pelo menos, 5 anos de idade. Isso porque crianças com menos de 5 anos podem não ser completamente capazes de comunicar os efeitos colaterais e desconforto que justificaria a interrupção do tratamento. Esse método também não é recomendado durante a gravidez , possuir doença cardíaca ou até mesmo asma.

Como as vacinas para alergia funcionam?

Cada vacina contém pequenas quantidades do alérgeno para que o seu corpo possa criar e acumular imunidade ao longo do tempo. O processo representa, basicamente, quando seu corpo cria novos anticorpos para combater as substâncias invasoras.

Além disso, melhoram a maneira que outras células e substâncias do sistema imunológico funcionam em resposta aos alérgenos. Eventualmente, imunoterapias bem sucedidas ajudam o corpo a combater alérgenos e a reduzir sintomas adversos.

As vacinas anti-alérgicas buscam diminuir os sintomas gerais da alergia ao decorrer do tempo. Mas, a diminuição dos sintomas da asma só são possíveis se você tem asma alérgica.

5 fases do tratamento com vacinas para alergia:

1 – Preparação

Antes de começar a imunoterapia, você precisará de uma avaliação completa para testar as possíveis alergias. O seu médico precisa saber exatamente quais substâncias usar.. Por exemplo, se você tem alergias durante a temporada do pólen, o seu médico irá testar quais tipos de pólen causam os seus sintomas. Durante este teste, o seu médico irá picar a pele das costas ou antebraço com vários tipos de alérgenos para determinar quais causam reações.

Todos os testes e tratamento com vacinas anti-alérgicas são conduzidos por um médico especialista, chamado alergista ou imunologista.

2- Procedimento

Tendo o médico identificado os seus alérgenos, você começará a tratamento para a alergia. O processo é dividido em duas fases: acúmulo e manutenção.

A fase do acúmulo requer o maior compromisso de tempo. Você vai receber vacinas até 2 vezes por semana para ajudar o seu corpo a acostumar-se com os alérgenos. Essa fase dura até 6 meses.

A fase da manutenção consiste em vacinas administradas uma ou duas vezes por mês. Você entra nessa fase quando o seu médico determinar que o seu corpo acostumou-se com as aplicações. Ele baseia essa decisão na sua reação. A fase de manutenção dura entre 3 a 5 anos. É importante que você não pule ou perca nenhuma das suas vacinas, se for possível. Ao perder, você pode interromper o curso do tratamento.

Você precisará continuar no consultório do seu médico por 30 minutos após cada aplicação para que seja monitorado qualquer efeito colateral e reações.

3- Eficácia

Podem promover alívio durante um longo período, após o término das vacinas. Algumas pessoas que usaram imunoterapia com alérgenos podem não precisar mais de medicação para as suas alergias. Você pode até notar alguns benefícios antes do término do tratamento, na fase de manutenção.  

Em alguns casos, esse método não funciona. Isso pode ocorrer devido a uma variedade de motivos, incluindo:

  1. Parar o tratamento devido a reações
  2. Exposição contínua a alérgenos em níveis extremamente altos
  3. Quantidade não suficiente de alérgeno nas vacinas
  4. Não percepção de alguns alérgenos durante sua avaliação inicial

4- Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais comuns incluem reações que parecem com urticárias ou picadas de mosquito no local aplicado. A área também pode inchar e formar uma saliência, causando vermelhidão. Esse tipo de reação é normal e pode durar por várias horas antes de ir embora sem nenhum tratamento. Você pode ajudar na diminuição do inchaço ao aplicar gelo no local.

Algumas pessoas sentem os sintomas de alergia como uma reação aos alérgenos que foram injetados. Esses incluem:

  1. Congestão nasal
  2. Espirros
  3. Pele com coceira

Tomar um anti-histamínico pode ajudar a aliviar esses sintomas.

Em casos raros, podem causar uma reação grave chamada anafilaxia. Durante o choque anafilático, você pode sentir tonturas e dificuldades respiratórias. Essa reação pode desenvolver-se dentro de 30 minutos após você receber a vacina. Por isso que você deve permanecer no consultório por pelo menos 30 minutos após a aplicação do anti-alérgico para que o médico possa monitorá-lo.

Se você estiver doente, fale com o seu médico. Talvez você tenha que pular uma etapa do tratamento até que esteja recuperado.Tomar vacina enquanto você tem uma doença respiratória, por exemplo, pode aumentar o seu risco de efeitos colaterais.

5- Panorama

Muitas pessoas respondem bem a vacinas para alergia, e elas podem promover uma fonte de liberdade em relação às alergias severas. Pode levar até um ano de manutenção para você começar a ver os resultados. Se você não vir melhoras após um ano, talvez você precise conversar com o seu médico sobre outras opções para o controle de alergia.

Se você tem alergia a alimentos, converse com o seu médico sobre maneiras que você pode evitar essas comidas. Vacinas anti-alérgicas não funcionam para o tratamento de alergias alimentares.

Fonte: Health line

Precisa de Consultas, Exames e Medicamentos? Conheça o Cartão Doutor Já!