Veja o que pode causar transtorno de ansiedade social

Doutor Já Avatar

Doutor Já

Redação
Veja o que pode causar transtorno de ansiedade social

Entendendo a ansiedade social

Nessa segunda feira (24/09/2018), o programa Bem Estar da Globo exibiu o quadro Um Quarto, que conta anseios e angústias dos jovens atualmente. No programa de segunda, o assunto foi ansiedade. Por isso, vamos falar sobre o transtorno de ansiedade social ou fobia social, que é o medo de ser julgado por outras pessoas. Pessoas com esse tipo de ansiedade podem ter sentimentos de:

  • Inadequação
  • Inferioridade
  • Autoconsciência
  • Constrangimento
  • Humilhação

Pessoas com transtorno de ansiedade social costumam ter ansiedade (de forma irracional) em situações sociais e melhoram quando estão sozinhas. A fobia social pode gerar outros transtornos psicológicos, como depressão.

 

Não tem plano de saúde? Conheça agora o Cartão Doutor Já

 

É mais comum do que se pensa

O transtorno de ansiedade social é um problema comum. Milhões de pessoas ao redor do mundo sofrem com esse transtorno todos os dias, seja de uma fobia social mais específica ou de uma mais generalizada.

 

Diferença entre ansiedades social específica e generalizada

  • Transtorno da ansiedade específica: O que geralmente pode causar a ansiedade social específica é o medo de falar na frente de grupos (apenas).

 

  • Transtorno da ansiedade generalizada: É o mais comum. O que pode causar esse tipo de ansiedade é:
  • Preocupação excessiva
  • Indecisão
  • Depressão
  • Constrangimento
  • Sentimentos de inferioridade
  • Autocensura

Esses sintomas estão presentes em quase todas as situações da vida, nesse caso.

 

Sintomas do transtorno de ansiedade social

Pessoas com transtorno da ansiedade social geralmente sentem estresse emocional significativo nos seguintes casos:

– Ao ser apresentada a outras pessoas

– Ao ser zoada ou criticada

– Ao ser o centro das atenções

– Ao ser observada enquanto faz algo

-Ao conhecer pessoas importantes

– Na maioria dos encontros sociais, especialmente com estranhos

– Ao ir ao redor da sala (ou mesa) em um círculo e ter que dizer algo

– Em relações interpessoais, sejam amizades ou românticas

Além de outros sentimentos já foram associados à ansiedade social também. Ansiedade intensa e constante que não vai embora é a característica mais comum.  

 

Sintomas físicos do transtorno de ansiedade social

Os sintomas físicos podem incluir:

-Batimentos cardíacos acelerados

– Ficar vermelho ou rosado

– Suor excessivo, boca e garganta seca

– Ficar tremendo (medo de pegar um copo de água ou usar talher)

– Engolir com dificuldade

– Contrações musculares, principalmente em torno do rosto e pescoço

Pessoas com transtorno de ansiedade social sabem que a sua ansiedade é irracional. Mesmo assim, “saber” uma coisa não significa “acreditar” e “sentir”. Por isso os pensamentos e sentimentos de ansiedade não se curam e não parecem ir embora.

 

Sintomas de depressão botão cartão Doutor Já

Uma Alternativa aos Planos de Saúde

 

Terapia eficaz para transtorno de ansiedade social

Apenas o tratamento certo para você vai aliviar e curar o transtorno de ansiedade social. A boa notícia é que a Terapia cognitivo-comportamental para ansiedade social dá certo. Pesquisas e evidências clínicas indicam que esse tipo de terapia traz mudanças permanentes na vida das pessoas.

Tem como curar ansiedade social, mas é necessário persistência e consistência. Mas, salvo problemas cognitivos (por exemplo, demência, doença de Alzheimer), todos podem fazer tratamento para ansiedade social usando o tipo apropriado de terapia cognitivo-comportamental.

Um programa de terapia bem sucedido para o transtorno de ansiedade social precisa abordar os várias estratégias e conceitos que permitirão que o cérebro da pessoa literalmente mude. O cérebro está continuamente aprendendo. Pensamentos e crenças irracionais podem mudar como resultado desse processo cognitivo.

Um bom programa de terapia vai te dar as estratégias necessárias e específicas, assim como indicará às pessoas como e por que precisam praticar, trabalhar nisso e começar a aceitar pensamentos e crenças, emoções e percepções racionais.